Podcast "A Mulher da Casa Abandonada"

Denúncias de escravidão crescem após “A Mulher da Casa Abandonada”

Após a grande repercussão do podcast de Chico Felitti, “A Mulher da Casa Abandonada”, denúncias de trabalho análogo à escravidão cresceram

O Brasil parou com a história de Margarida Bonetti, “A Mulher da Casa Abandonada“, uma senhora que mora sozinha em uma mansão na região nobre de São Paulo. O podcast criado por Chico Felitti viralizou nas redes sociais e uma legião de pessoas acompanhou a história.

Com a grande repercussão, o local virou assunto na mídia e portais de notícias e programas de televisão cobriram os desdobramentos. Dessa forma, isso incentivou denúncias de outras situações parecidas, similares a situações análogas à escravidão, confira:

Veja também – Fátima Bernardes admite que foi seu o “plano” de acabar com a TV Globinho: “Queria um programa”

Criador fala sobre desdobramentos do podcast

A Mulher da Casa Abandonada, Margarida Bonetti, Chico Felitti
O jornalista Chico Felitti transformou sua “investigação jornalística” no podcast “A Mulher da Casa Abandonada”, para a Folha de São Paulo. Fonte: Reprodução/Redes Sociais

Jornalista, Chico Felitti já era conhecido de quem acompanhava seu trabalho, mas o podcast “A Mulher da Casa Abandonada” o trouxe um novo público, fascinado pelos desdobramentos da história.

Um ponto negativo foi grande quantidade de curiosos que foi até o local para tirar fotos, usando a mansão como ponto turístico.

No entanto, a grande repercussão incentivou outras denúncias de trabalho análogo à escravidão, segundo Chico Felitti.

“Após o podcast A Mulher da Casa Abandonada ir ao ar, o número de denúncias de suspeita de trabalho doméstico análogo à escravidão feitas ao MPT cresceu em 67%. Na região de SP, esse número triplicou”, postou o jornalista em seu perfil nas redes sociais.

Veja também – Bebel Gilberto samba em cima bandeira do Brasil e pede desculpas: “Me sentindo mal”

Repercussão criou circo midiático

Uma confusão daquelas movimentou o bairro de Higienópolis, região nobre de São Paulo, na tarde de quarta-feira, 20 de julho. Isso porque, policiais foram cumprir um mandado de busca e apreensão na mansão de Margarida Bonetti.

Margarida ficou “famosa” nas últimas semanas, após o lançamento do podcast: “A Mulher da Casa Abandonada”. A narrativa foi produzida e contada por Chico Felitti, do jornal Folha de São Paulo.

O jornalista decidiu investigar como uma mansão caindo aos pedaços, ainda resisti em um dos metros quadrados mais caros do Brasil, o bairro Higienópolis. Como resultado, Chico descobriu que a senhora que mora na casa é Margarida Bonetti.

Margarida é procurada pelo FBI e acusada de praticar crime análogo à escravidão, após manter em cárcere privado sua ex-empregada doméstica nos Estados Unidos.

E mais – Quem é Álan Faria Bissoli, herdeiro milionário e crush de Isis Valverde?

Quem é a Mulher da Casa Abandonada?

A Mulher da Casa Abandonada, Margarida Bonetti, Chico Felitti
Margarida Bonetti é acusada de crimes análogos à escravidão nos EUA, ela fugiu para o Brasil no início de 2000 e vive solitária na mansão da família. Fonte: Reprodução/UOL

Logo Chico Felitti passou a investigar a história pela internet, acervo da Folha de São Paulo e relatos de vizinhos. Como resultado, ele descobriu que “curiosa” senhora era uma mulher procurada pela FBI por ter cometido crimes nos Estados Unidos.

Trata-se de Margarida Bonetti. Para Chico ela se apresentou como Mari, no entanto ela se chama Margarida e é uma das herdeiras de uma das famílias tradicionais do Brasil. Seu pai era médico e um homem muito rico.

Assim que se casou, Margarida “ganhou de presente” uma empregada doméstica. Ela e o marido, Renê, levaram a funcionária para “morar” com eles nos Estados Unidos.

Renê foi para o condado de Maryland, após receber uma oferta de trabalho para construir peças de satélites para NASA.

Se você gosta do universo de entretenimento, precisa conhecer os conteúdos que temos sobre esse tema aqui mesmo, no portal Fashion Bubbles!


Stories

Matérias Similares