Gusttavo Lima e Bolsonaro.

Gusttavo Lima amarga prejuízo financeiro causado por colegas que também são fãs de Bolsonaro

Durante o segundo turno das eleições presidenciais, Gusttavo Lima foi até Brasília manifestar apoio à Bolsonaro e agora não consegue trabalhar

Compartilhe

Durante a campanha de segundo turno das eleições presidenciais, Gusttavo Lima foi um dos sertanejos que foi até Brasília manifestar apoio à Bolsonaro.

Contudo, o cantor sempre se posicionou a favor do atual presidente. Em seus shows e redes sociais, vez ou outra, Gusttavo surgia com uma bandeira verde e amarela. Agora, o sertanejo está sendo impedido de trabalhar.

Isso porque, a paralização ilegal de caminhoneiros atrapalhou a montagem da estrutura do show que Gusttavo Lima faria no Pará. O evento estava agendado para a noite da última terça-feira, 1, na cidade Canaã dos Carajás (PA). Vem saber mais sobre esse bafafá.

Gusttavo Lima não consegue realizar show no Pará

Nos últimos anos, a vida dos artistas não foi nada fácil. No Brasil, por exemplo, os cantores tiveram que se virar através de lives para conseguirem levantar algum dinheiro em caixa. Gusttavo Lima foi uma das celebridades que se deu bem e teve transmissões com recordes de público.

Agora que a pandemia já está controlada e que os shows já estão liberados, nesses últimos dias, os artistas enfrentam mais perrengues. Acontece que desde o último domingo, alguns caminhoneiros decidiram paralisar as estradas do Brasil com seus veículos.

Gusttavo Lima com Leonardo e Bolsonaro.
Gusttavo Lima discursa a em apoio à Bolsonaro no segundo turno. Fonte: YouTube

O motivo das paralisações é não concordar com o resultado legítimo das eleições presidenciais que foi favorável a Lula. Tais paralizações prejudicaram o transporte terrestre, bem como o aéreo. Isso porque, algumas tripulações não conseguiram chegar a tempo de realizarem seus voos. Além disso, cidadãos não conseguiram comparecer a consultas médicas ou compromissos de trabalho.

Esse, por exemplo foi o caso da equipe de Gusttavo Lima que foi impedida de chegar na cidade de Canaã dos Carajás (PA). Dessa forma, o escritório do cantor emitiu um comunicado na tarde da última terça-feira, 01.

“A Balada Music Eventos e Produções, escritório do cantor Gusttavo Lima, comunica o cancelamento do show artístico que seria realizado nesta terça (1º) na cidade de Canaã dos Carajás (PA). A decisão foi tomada em virtude das paralisações que ocorrem nas rodovias que dão acesso à cidade e que impedem a chegada ao local em tempo hábil para execução da apresentação”- diz a nota.

Leonardo também teve que cancelar shows

Assim como Gusttavo Lima, outro cantor que não conseguiu realizar seu trabalho foi Leonardo. O show que aconteceria, também na última terça-feira, 1, teve que ser adiado. O evento estava agendado em Criciúma, Santa Catarina.

“Por causa de questões da paralisação dos caminhoneiros, ficou impossibilitada a logística do show que iria ocorrer hoje, dia 1º de novembro na AM Master Hall do cantor Leonardo, foi adiado com uma nova data para 1º de dezembro. Os ingressos já adquiridos serão válidos no dia 1 de Dezembro” – afirma a produtora do show.

Gusttavo Lima com Leonardo.
Leonardo e Gusttavo Lima foram até Brasília apoiar Bolsonaro. Fonte: YouTube

De maneira idêntica à Gusttavo Lima, Leonardo também viajou à Brasília no segundo turno para fazer frente à campanha de Jair Bolsonaro.

Por fim, o ministro, Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), já ordenou que a Polícia Rodoviária Federal e as polícias militares dos Estados trabalhassem para a desobstrução das vias ocupadas ilegalmente.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades de A Fazenda e Famosos direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Com efeito, na última terça-feira, 01, Bolsonaro realizou um pronunciamento admitindo derrota nas urnas. Durante a fala, o presidente pediu que seus apoiadores liberem as estradas do Brasil.

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias