Um dos maiores atores do Brasil, morreu nessa segunda-feira, 30. Milton Gonçalves estava com 88 anos e segundo a família, faleceu em casa, por volta do 12h30. Desde 2020, Milton enfrentava problemas de saúde em decorrência de um AVC.

Em fevereiro de 2020, Milton estava numa feijoada da Escola de Samba, Salgueiro, quando passou mal. Após o AVC, o ator ficou internado por três meses e chegou a precisar de ajuda de aparelhos para respirar.

Segundo informações do G1, o velório acontecerá durante a manhã dessa terça-feira, 31, no o Theatro Municipal, no Centro do Rio.

Agradecemos ao público que gostava dele o carinho e a força positiva que todo mundo teve com a gente. Que todo mundo tenha a certeza absoluta de que ele foi em paz, com muita tranquilidade, ao lado da família. Foi encontrar minha mãe e fazer muita arte lá em cima”– disse a filha de Milton Gonçalves, Alda Gonçalves ao UOL.

  • Veja também – Rodrigo Mussi fala pela 1ª vez sobre detalhes da recuperação difícil após o acidente: “Quero viver”

Carreira de Milton Gonçalves

Milton Gonçalves, Globo, novelas
Assim como Lima Duarte, Milton Gonçalves foi um dos primeiro artistas contratados pela Globo em 1965. Fonte: Reprodução/Globo

Antes da bem sucedida carreira de ator e diretor, Milton Gonçalves chegou a trabalhar como sapateiro, alfaiate e de gráfico. Milton nasceu em 9 de dezembro de 1933, em Monte Santo (MG).

Na sequência, o ator estudou teatro e atuou em peças infantis. Sua estreia como ator profissional aconteceu em 1957, no Teatro de Arena, na peça “Ratos e Homens”, de John Steinbeck.

Em 1965, Milton Gonçalves foi contratado pela TV Globo. Na época a emissora estava começando e o ator integrou o primeiro time de atores do canal. Por lá, Milton deu vida a personagens inesquecíveis como: o Professor Leão do infantil “Vila Sésamo” (1972), o Zelão das Asas, de “O Bem-Amado” (1973), e o médico Percival, de “Pecado Capital” (1975).

Além disso, Gonçalves também esteve em demais produções como, “Roque Santeiro” (1985), “Tenda dos Milagres” (1985), “As Noivas de Copacabana” (1992), “Agosto” (1993), “Chiquinha Gonzaga” (1999).

“De fato, não tinha inaugurado nada ainda. Os três estúdios, aquele auditório, pareciam para mim os estúdios da Universal. O primeiro salário foi 500 cruzeiros. E eu fiquei feliz”– disse Milton ao site Memória Globo.

Premiação internacional

Em 1986, atuou na primeira versão de “Sinhá Moça”, como o escravo, Pai José. No remake da Globo, em 2006, Milton Gonçalves voltou a repetir o papel e como resultado foi indicado ao “Emmy Internacional”, como melhor ator. De maneira idêntica, no mesmo evento também foi o primeiro ator brasileiro a apresentar uma categoria no mesmo prêmio.

Ao lado de Susan Sarandon, Milton Gonçalves entregou a estatueta de “Melhor Programa Infantil/Adolescente”;

Além disso, Milton também foi premiado em inúmeros festivais ao longo dos mais de 60 anos de carreira. Entre eles, o de melhor ator, “Festival de Gramado” – pelo filme” As Filhas do Vento.” Ele também ganhou o Troféu Mário Lago, no Domingão do Faustão em 2018, pelo “Conjunto da Obra’.

Mais trabalhos de Milton Gonçalves

Milton Gonçalves, Globo, novelas
Susan Sarandon com o ator em 2006, durante o Emmy Internacional

Assim como na TV, Milton Gonçalves também brilhou no teatro e no cinema. Enquanto nos palcos fez mais de 30 peças, no cinema, o ator se destacou em grandes sucessos. Tais quais: “Cinco vezes favela” (1962), “Gimba, presidente dos Valentes” (1963), “A rainha diaba” (1974), “O beijo da mulher aranha” (1985), “O Que é isso, companheiro?” (1997) e “Carandiru” (2003).

Também atuante no campo político, Milton se candidatou como governador do RJ nas eleições de 1994, pelo PMDB. Todavia, o ator só conseguiu um pouco mais de 4% dos votos no primeiro turno.

Ele também esteve presente em outras atividades políticas representando a classe artística.

Os últimos trabalhos de Milton Gonçalves na TV e no streaming foram: “O Tempo não Para” (2018), uma participação em “Malhação” (2019), e “A Filhas de Eva” em 2021. Ainda no final de 2019, Milton também esteve no especial, “Juntos a Magia Acontece”. Esse último será reprisado pela Globo na tarde de terça-feira, 31.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades do Big Brother Brasil 22 direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Por fim, veja o que Tony Ramos disse sobre a morte do ator: