O Cravo e a Rosa volta à Globo com a missão de “frear” destaque da Record TV

Você assistiu a primeira exibição do Cravo e a Rosa no ano de 2000? Pois a Globo escalou seu “coringa” para atuar mais uma vez. Dia 06/12, o canal dos Marinhos inaugura seu novo horário de novela, às 14:30h.

A intensão da Globo é frear o crescimento da concorrente, Record TV. Isso porque, Fabíola Reipert, Reinaldo Gottino e Renato Lombardi encantam o público paulista no início da tarde.

Aliás, o trio foi um dos motivos para a extinção do “Vídeo Show”, em janeiro de 2019. Como resultado, a Globo nunca mais alcançou uma liderança consolidada nessa faixa vespertina.

A situação ficou mais complicada para a Globo depois que a Record TV acertou na exibição de “Prova de Amor”. O folhetim foi produzido em 2005 e é recheado com “figuras globais”. Desde de seu ano de exibição, a novela escrita por Tiago Santiago dá dor de cabeça para Globo.

Dessa forma, o canal dos Marinhos irá usar seu “coringa” para contra-atacar e segurar sua audiência. A edição especial de “O Cravo e a Rosa” às 14:30h vem embalada como festejo às comemorações dos 70 anos da teledramaturgia. No entanto, é do conhecimento de todos que a Globo busca melhorar sua audiência no horário vespertino.

Vem saber mais sobre mais sobre a novela.

 

  • Veja também – Bruna Marquezine revela importância de Adriana Esteves em sua carreira: “um alívio”

 

O Cravo e a Rosa é um sucesso?

 

Adriana Esteves e Eduardo Moscovis brilharam em O Cravo e a Rosa. Fonte: Reprodução/ TV Globo

 

De fato, “O Cravo e a Rosa”, arrasa quarteirão (como diz o ditado). Walcyr Carrasco, se inspirou no clássico, “A Megera Domada”, de William Shakespeare (1564-1616).

Na época (2000) Walcyr foi contratado pela Globo após fazer um grande sucesso com “Xica da Silva” (1998) na Manchete. Assim sendo, a Globo trouxe tanto o autor, como o diretor, Walter Avancini e deu “carta branca” para a dupla.

Walcyr, então, investiu no humor, algo que era mais tradicional na faixa das 7. A direção da trama também alinhou o tom de todo o elenco que deram pinceladas não realistas em meio ao clássico.

Além disso, a química entre Adriana Esteves e Eduardo Moscovis foi perfeita. Drica Moraes também “surfou” no texto de Walcyr. Tanto assim que o autor decidiu repetir a parceria de Xica da Silva. Contudo, numa pegada mais leve dessa vez.

“Tive uma grande surpresa ao saber que ‘O Cravo e a Rosa’ iria ao ar novamente. Foi um trabalho especialmente importante para mim e uma das novelas mais lindas de que já participei”- disse Adriana Esteves em uma entrevista divulgada pela assessoria da Globo.

Enquanto isso, Eduardo Moscovis também comemorou a terceira reprise na Globo, sem contar a exibição do Canal Viva em 2019. Aliás, no Viva, O Cravo e a Rosa repetiu o sucesso e em poucas semanas se tornou o programa mais assistido do canal.

“A novela é muito bem escrita, baseada num grande clássico – ‘A Megera Domada’ -, bem dirigida e com um elenco primoroso. Adorei saber que iria voltar”- disse Eduardo Moscovis para a Globo.

 

 

Reprises

 

Adriana Esteves lembra até hoje a parceria dos colegas de elenco. Fonte: Reprodução/ Globo

 

Além de Moscovis e Esteves, O Cravo e a Rosa também traz no elenco, Leandra Leal, Luís Melo, Suely Franco, Luiz Antônio, Júlio Levy e Vanessa Gerbelli. Bem como Ney Latorraca, Maria Padilha e a saudosa, Eva Todor.

O sucesso de O Cravo e a Rosa na Globo sempre trouxe ótimos resultados à emissora. Para se ter uma ideia, em 2013, o último capítulo ultrapassou a audiência das novelas inéditas da emissora na época, Joia Rara e Além do Horizonte.

“Foi um dos melhores bastidores de minha vida. Colegas de elenco deslumbrantes! A equipe toda da novela era espetacular. Um bastidor leve, cheio de alegria e pessoas talentosas”- lembrou Adriana Esteves.

Por fim, resta saber se o Cravo e a Rosa irá tirar a Globo dos “apuros da audiência” no período da tarde. Principalmente em São Paulo, onde fica o mercado publicitário mais caro.

 

 

Veja a chamada que a Globo preparou para O Cravo e a Rosa:

 

A hora da VenenosaAdriana EstevesEduardo Moscovisgloboo cravo e a rosaO Cravo e a Rosa estreia