Quem acompanhou o capítulo do último sábado, 21, de “Pantanal” viu a emoção das cenas da morte de Madeleine. Interpretada por Karine Teles, a mulher é vítima em acidente de avião e morre sem se despedir da família.

Com a repercussão da cena, Karine Teles falou sobre o processo de gravação e como foi emocionante toda a sequência da morte de Madeleine. Confira:

Veja também – Quem é Alcides na novela Pantanal? Relembre a história do personagem

Emoção tomou conta na morte de Madeleine

Karine Teles foi Madeleine em Pantanal (Fonte: Reprodução)
Karine Teles foi Madeleine em Pantanal (Fonte: Reprodução)

Repetindo o mesmo da primeira versão, a morte de Madeleine ocorreu em “Pantanal”. Com uma trajetória complicada recheada de conflitos com o marido, José Leôncio (Marcos Palmeira) e o filho Jove (Jesuíta Barbosa), a personagem morreu sem poder fazer as pazes com seus entes queridos.

Em entrevista ao Gshow, Karine Teles detalhou a emoção das cenas, especialmente por repetir algo que já era conhecido do público que acompanhou a primeira versão de 1990.

“Como é um momento conhecido da trama e a gente está refazendo a novela, esta gravação foi cercada de muita expectativa. Eu estava muito ansiosa para saber como tudo ia ser feito”, contou ela.

Karine detalhou ainda como o diretor conduziu a cena e o que seria feito através de computação.

“Teste de segurança, o pensamento da combinação do que seria efeito prático e o que seria efeito de computação gráfica. O diretor Thomaz (Cividanes), que dirigiu a cena, foi muito carinhoso, explicou tudo.”

Para que tudo saísse perfeito, o trabalho de “Pantanal” foi feito em conjunto com a equipe de gravação e a de efeitos especiais.

“Toda a equipe de efeitos especiais veio meio me explicar exatamente como funcionava. Toda a segurança a envolvida em fazer esta cena que é tão assustadora. Espero que tenham curtido assistir tanto quanto eu curti fazer”, contou Karine.

Veja também – Pantanal – Muda sofrerá tentativa de estupro e será salva pelo Velho do Rio

Madeleine está viva?

Em “Pantanal“, Madeleine teve uma trajetória marcada por desentendimentos com a irmã, com a mãe, com o filho e com o ex-marido. Em seus momentos finais, ela relembrou momentos especiais de sua vida, antes de o avião que a transportava bater na água.

Na cena que veio após a queda do avião, Ari (Cláudio Galvan) informou a José Leôncio (Marcos Palmeira) que os destroços da aeronave foram encontrados no rio, mas sem nenhum corpo.

Assim, mesmo com a esperança de Irma (Camila Morgado), o fazendeiro disse que a correnteza é forte e o rio é povoado por piranhas. Após o avanço de uma semana na história de “Pantanal”, Zé disse que nenhum corpo teria sido encontrado após as buscas.

Na primeira versão de “Pantanal”, Madeleine foi interpretada por Ítala Nandi, que precisou deixar a trama para focar em outros projetos. O autor Benedito Ruy Barbosa, no entanto, pretendia seguir com a personagem viva, já que ela seria salva pelo Velho do Rio e após absorver a sabedoria dele, mudaria o rumo de sua vida.

Agora, com a nova versão escrita por Bruno Luperi, era esperado que ele seguisse o plano original da avô, mas isso parece não ter acontecido. A novela já está toda escrita, mas como ainda está sendo gravada, ainda há chances de reverter pontos de “Pantanal”.

Para conferir mais sobre as tramas da Globo, acesse nossa categoria Novelas. Por lá, você encontra resumos de novela, antes e depois dos atores e tudo mais sobre as obras da emissora.