Milhas: guia definitivo de como comprar, acumular e vender milhas. Parte 3/3

Aprenda a ganhar dinheiro no Mercado de Milhas.

Este é um guia completo de como você pode comprar pontos e aproveitar para vender milhas. Tudo isso com uma rentabilidade altíssima!

- Continue depois da Publicidade -

Acumular e vender milhas é um negócio extremamente rentável. É exatamente isso que estamos aprendendo nesta série de super artigos  sobre o mercado de milhas aéreas.

Eu digo que este mercado é fascinante por vários motivos.Mas, principalmente porque quem investe pode acumular milhas no cartão de crédito sem ter que pagar por isso.

Dependendo da sua estratégia de gastos no cartão, é possível acumular mais de 4 mil milhas por mês apenas pagando seus boletos!

Além disso, com os clubes de fidelidade, principalmente a Livelo, o investidor consegue comprar pontos com descontos de 40% a 50%. 

Desta forma, é possível transferir esses pontos para programas de fidelidade vinculados às empresas aéreas – Smiles, Latam, Azul e Tap – conseguindo dobrar o número de milhas acumuladas!

- Continue depois da Publicidade -

É exatamente aí que está a fórmula de lucro rápido do mercado das milhas. Assim, o investidor acumula milhas do seu cartão e ainda consegue comprar pontos na em promoções.

Ou seja, a rentabilidade deste negócio é realmente grande.

 

- Continue depois da Publicidade -

 

O segredo para lucrar com as milhas é:

 

  • Acumular milhas sem gastar por elas (cartão de crédito, por exemplo);
  • Comprar pontos em programas de bancos;
  • Aproveitar as promoções de transferência de clubes de banco para programas de fidelidade;
  • Vender as milhas quando o preço de mercado estiver favorável;

- Continue depois da Publicidade -

Portanto, vamos abordar justamente como você pode conseguir comprar milhas e vendê-las pra lucrar mais.

Venha comigo!

 

Para entender melhor como tudo funciona, confira:

 

Antes, nos siga no Google News para poder acompanhar o melhor da Moda, Beleza, Decoração, Famosos, BBB 21 e muito mais  direto em seu smartphone. Para seguir É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

Passo a passo para comprar milhas

 

Diante disso, antes de você comprar milhas, siga o check-list abaixo:

 

check-list para comprar milhas - vender milhas
Fonte: Criação do autor

 

Vou facilitar ainda mais para você e explicar melhor: 

 

  1. Saber o valor do milheiro (o custo de cada mil milhas) é primordial para saber se a operação de compra que você quer fazer poderá ser lucrativa.
  2. Somado a isso, é importante observar se você conseguirá uma boa promoção de transferência desses pontos. A princípio, o custo de compra das milhas não é muito recompensador quando não tem transferência com bônus. 
  3. Justamente os bônus que transformam o custo do milheiro em maior economia, pois assim é possível conseguir mais milhas pagando menos. 
  4. Mas afinal, o que seria analisar se o valor do milheiro é menor que o valor da venda? Pense comigo: para lucrar com as milhas você precisa pagar um valor menor e vender por um preço maior. Se o valor do milheiro for, por exemplo, de R$28 e o preço de mercado do milheiro for de R$23, logo, não compensa fazer essa compra. 

É óbvio que se falamos de compra de milhas dentro dos Programas de Fidelidade das aéreas, sabemos que as mesmas não podem ser transferidas.

Por isso, antes de tudo você precisa observar o valor do milheiro e comparar com o possível preço de venda.

 

Compra de pontos na Livelo com transferência bonificada

 

Você compra 10.000 pontos na livelo por R$40 a cada mil pontos, totalizando R$400. 

Teoricamente, seu negócio não valeu a pena, pois dificilmente você conseguirá vender milhas 10.000 milhas por R$400.

Mas imagine se você participou de uma promoção de transferência de pontos da Livelo para a Smiles, com bonificação de 100%. Ou seja, você pagou por 100.000 pontos na livelo, pagou R$4000, mas ganhou mais 100.000 pontos quando transferiu para a Smiles:

Na verdade, seu custo do milheiro foi modificado: você pagou R$4000 por 200.000 pontos. 

Sendo assim, seu custo do milheiro caiu para R$20. 

Se você vender suas milhas da Smiles por R$23 – ou seja, dentro da média negociada das milhas deste programa de fidelidade – logo você lucrará R$3 a cada mil milhas. Nessa simples operação você teve R$600 reais de lucro (15% de retorno financeiro). 

 

Dicas matadoras para você acumular muitas milhas e vendê-las com lucro

 

imagem que representa aumento financeiro - vender milhas
Fonte: Canva

 

Comprar pontos/milhas é a chave do sucesso do investidor em milhas.

Não dá para acumular milhões de milhas e ser agressivo no mercado apenas acumulando milhas no cartão de crédito. 

A principal forma de conseguir muitas milhas é a compra de pontos nos programas dos bancos e sua transferência bonificada para os programas de fidelidade.

As outras formas de acúmulo – cartão de crédito, compra de produtos, voar pelas companhias aéreas – são todas complementares às suas compras de pontos/milhas. 

Logo, essas outras estratégias servem, na verdade, para melhorar o preço que você investiu nas milhas.

 

  • Depois, confira também tudo sobre a Lei de Pareto: Como trabalhar menos e aumentar sua produtividade

 

Aproxime-se do mercado de turismo e viagens

 

Se você observar o quanto cada empresa compra por suas milhas, vai perceber que suas milhas podem valer muito mais.  Por isso, o mercado de turismo e viagens pode ser seu melhor aliado.

 

mulher no avião com celular - vender milhas
Fonte: Canva

 

Fazer acordos com agentes de viagens – principalmente das agências de viagens online – vai te possibilitar lucrar muito mais que a Hotmilhas e a Maxmilhas.

Por isso, a melhor forma de fazer da venda de milhas um negócio muito lucrativo é emitir passagens aéreas de clientes das agências de viagens. 

Esta é uma relação ganha-ganha: a agência de viagens emite passagens com preços atraentes para o consumidor e você, como milheiro, recebe mais por suas milhas.

 

Emitir passagens para terceiros (amigos ou parentes)

 

Além de se aproximar do mercado das agências de viagens, você tem a opção de você mesmo emitir passagens para terceiros e colocar o seu preço nas suas milhas. 

Para muitos isso pode parecer difícil, mas se você fizer uma rede de clientes de sua confiança, certamente obterá maiores lucros.

 

Não entrar em promoções por emoção

 

Parece óbvia essa dica, mas ela é extremamente importante. 

O mercado de milhas tem promoções quase todos os dias. Por isso, esperar a melhor oportunidade é sempre a melhor opção. 

Por isso, as promoções devem ser analisadas com critérios, para que você não perca dinheiro.

É preciso sempre lembrar de qual o custo do milheiro, qual a porcentagem da bonificação e quanto é a média de preço de venda das milhas no contexto da sua compra.

 

Como vender milhas para empresas que emitem passagens

 

mulher e homem contando dinheiro - vender milhas
Fonte: Canva

 

Esse é o segredo para vender milhas e conseguir ganhar dinheiro neste mercado: ficar de olho nas promoções e fazer operações de venda no momento certo!

Muita gente simplesmente assina os programas das empresas aéreas e não acompanham os bônus que te fazem acumular mais milhas. Além disso, é necessário ficar por dentro das promoções e entender o momento do mercado das milhas.

Tem situações que o preço de venda está barato demais, não compensando vender imediatamente as milhas acumuladas. 

 

E onde vender essas milhas?

 

Atualmente no mercado existem várias opções.

Porém, essas duas são as mais confiáveis:

 

Na prática, essas empresas vão comprar suas milhas e emitir passagens para terceiros.

Por isso a importância de negociar com empresas com nome no mercado. E essas duas opções têm muita credibilidade.

 

Como essas empresas compram suas milhas?

 

Simples: as empresas dão o valor de mercado das milhas (em conjunto de mil) e você então vende pra elas.

Por exemplo, você possui 100.000 milhas da smiles.

Você também pode gostar!

Daí você faz uma cotação na Hotmilhas para saber quanto ela paga por milheiro.

Imagine que o valor seja R$22,00.

Ou seja, ela R$2.200,00 por suas milhas.

Na verdade, quando você completa a negociação, a Hotmilhas então terá acesso ao seu programa de fidelidade da Smiles.

E sabe o que ela vai fazer?

A empresa vai emitir passagens para outras pessoas usando seu perfil do programa de fidelidade.

Já a Maxmilhas funciona de outra forma.

Lá a operação é por meio de leilão.

Mas no fim das contas, a empresa fará o mesmo: entrará no seu perfil e emitirá passagens aéreas para terceiros.

 

A melhor forma de vender milhas

 

aperto de mãos - vender milhas
Fonte: Canva

 

Há um jeito mais lucrativo de você investir neste mercado e lucrar muito com suas milhas.

Essas empresas que compram milhas nem sempre oferece um bom valor para a compra de seus pontos.

Por outro lado, existem milhares de pessoas querendo comprar passagens aéreas de um jeito mais barato.

E por isso, emitir passagens para terceiros é a forma mais lucrativa de vender milhas.

De forma geral, a emissão de passagens por meio das milhas te dará um preço mais elevado quando comparado aos sites que negociam milhas.

Em média, se a Maxmilhas te cobra R$22 a R$25 a cada 1000 milhas da smiles, se você emitir uma passagem para uma pessoa, esse preço chegará perto de R$30!

Emitir passagens para pessoas conhecidas é um caminho interessante para potencializar seu investimento em milhas aéreas.

 

 

A margem de lucro ao vender milhas

 

Diante de tudo que vimos aqui, talvez o mais interessante seja a possibilidade de negociar milhas que você não pagou por elas.

Isso porque há diferentes maneiras de acumular pontos e algumas delas você não paga por isso.

Por exemplo, é possível acumular milhas quando você compra produtos, viaja de avião e ou usando seu cartão de crédito.

Essas formas você não paga diretamente pelas milhas, diferente destas opções abaixo:

  • Comprando produtos vinculados aos clubes de fidelidade
  • Comprando milhas
  • Participando de clubes de fidelidade pagando mensalidades

Então, no cálculo de lucro de sua operação de venda, o investidor só inclui o gasto pelas milhas que ele pagou.

Geralmente, os gastos com as milhas se referem às mensalidades dos clubes ou programas de fidelidade e, obviamente, das milhas compradas.

Na verdade, você pode vender milhas e ganhar dinheiro apenas acumulando milhas do cartão de crédito.

Mas quando o assunto é investir em milhas, você vai precisar comprar também.

 

 

criança com avião de brinquedo - vender milhas
Fonte: Canva

 

Geralmente, essas promoções são acompanhadas por outras bonificações que você pode transferir seus pontos para um programa de fidelidade das companhias aéreas e multiplicar suas milhas.

Ou seja: você pagou R$3.500 por 100 mil milhas, mas se você transferir para o Programa Smiles, você terá ao todo 200 mil milhas

A média de preço das milhas da Smiles – negociadas sempre em lotes de 1000 – está entre R$23 a R$26. 

Se você conseguir vender a R$24,00, seu lucro lucro bruto será de R$4.800. 

Neste caso, para calcularmos a margem de lucro, basta subtrair os custos: R$4800 – R$3.500 = R$1.300. 

Em porcentagem, essa operação rendeu 38% de lucro! Isso é simplesmente surreal!

Tem outros custos pequenos que não coloquei nesta operação, que são os gastos de mensalidade do Clube Livelo e do Clube Smiles, que poderia reduzir muito pouco a margem do rendimento.

Mas tem outra coisa. 

Imagine que você além dos pontos comprados conseguiu acumular 10.000 pontos no cartão de crédito. Então seu lucro será ainda maior! 

 

Alguns desafios de vender milhas

 

mão apontando para frase "be happy" - vender milhas
Fonte: Canva

 

O mercado de milhas é muito interessante e rentável, mas tem seus problemas.

Primeiro, existem limites para emissão de passagens por CPF.

Como assim? Vou te explicar.

Com seu CPF, você consegue vender milhas para outros 25 CPFs.

Isso vale para Latam e Smiles.

Na Tap é ilimitado.

Na Azul o limite é ainda menor, podendo ser emitido apenas para 5 CPFs.

Ou seja, ter muitas milhas pode ser um problema se você não controlar suas vendas e emissões de passagens.

Entretanto, alguns investidores mais arrojados têm contas em nome de parentes para poder fazer mais emissões de passagens.

Não vou te sugerir fazer o mesmo, pois isso vai da consciência de cada um.

 

A relação com as empresas compradoras de milhas

 

Quando você vende suas milhas para Hotmilhas ou Maxmilhas, eles vão entrar no seu perfil do programa de fidelidade e emitir passagens para terceiros.

Já reforçamos isso nos parágrafos anteriores.

Saiba que isso não é ilegal.

Pelo contrário, o mercado de milhas não tem qualquer regulamentação. 

Por isso, você pode sim usar suas milhas para emitir passagens para terceiros ou vendê-las para a Hotmilhas ou Maxmilhas. 

Mas, na prática, você fica “na mão” dessas empresas.

E as vezes elas podem emitir muitas passagens e gastar sua cota de CPFs.

Além disso, as empresas te pagam no máximo em 45 dias, o que pra muita gente pode ser desesperador ter que esperar tanto.

Por isso que o ideal é utilizar a venda de milhas como “renda extra”, sem ter que depender deste negócio pra ganhar mais dinheiro.

No entanto, outras pessoas apenas utilizam essas estratégias de acúmulo de milhas para viajar mais.

Na maioria das vezes emitir passagens com milhas sai mais barato do que pagar em dinheiro.

Então, se você não quiser vender suas milhas, a opção de viajar com elas é realmente fascinante.

 

Por fim, confira os outros artigos da série:

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes