Calmante natural: opções para reduzir a ansiedade e o estresse

Sem dúvidas, atualmente o estresse é um dos maiores fatores de incômodo na vida das pessoas, por alterar o estado emocional

- Continue depois da Publicidade -

Cada vez mais as pessoas buscam por alternativas de calmante natural como forma de combate a doenças psicossomáticas.

Várias plantas medicinais podem ser usadas junto com a terapia convencional para otimizar os resultados.

Além disso, as mudanças de hábitos também contribuem positivamente para reduzir os níveis de estresse e ansiedade, melhorando também a qualidade do sono.

Sem dúvidas, atualmente o estresse é um dos maiores fatores de incômodo na vida das pessoas, por alterar o estado emocional.

Isso pode provocar quadros mais graves, como ansiedade e depressão, que geralmente requerem um tratamento terapêutico.

- Continue depois da Publicidade -

Então, antes que a situação saia do controle, você pode buscar por um calmante natural que te ajude a recuperar o equilíbrio. Saiba mais sobre isso nesse artigo.

 

 

Quais são os melhores fitoterápicos?

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Se você deseja usar um calmante natural, precisa escolher uma alternativa que seja eficiente, segura e que tenha as ações específicas que você procura.

Por sorte, existem várias plantas que contribuem para deixar a pessoa mais tranquila e livre do estresse. Veja as principais opções a seguir:

 

 

Valeriana Officinalis

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Valeriana Officinalis
Valeriana Officinalis. Fonte: Agromatica

 

 

A valeriana é uma das principais espécies vegetais usadas como calmante natural. Existem inclusive muitas evidências científicas dos seus efeitos positivos para o organismo.

Segundo pesquisas com esse extrato, os princípios ativos da espécie agem com receptores de serotonina e melatonina.

Esses possuem ação sobre a cognição, sono e ciclo circadiano. Dessa forma, esse fitoterápico contribui positivamente para uma melhor qualidade de sono.

Mas além disso, combate a ansiedade, ajuda a controlar as oscilações de humor e age como relaxante muscular.

 

 

  • Veja também: Ervas saudáveis ​​e deliciosas: da salsa ao alecrim. Veja os benefícios

 

 

Passiflora Incarnata

 

 

Passiflora Incarnata
Passiflora Incarnata. Fonte: jardineriaon

 

 

A passiflora é conhecida por muitas pessoas como a flor da paixão, ou simplesmente como a flor do maracujá.

Você já deve ter ouvido falar que a flor do maracujá é muito boa para deixar a pessoa calma e, isso é realmente uma verdade.

Além disso, age como poderoso ansiolítico, bem como auxiliar no tratamento de problemas estomacais bem comuns, como a úlcera e a gastrite.

Os efeitos se deve à interação do princípio ativo com os receptores GABA (ácido gama-aminobutírico), um componente relacionado ao equilíbrio emocional e funcionamento adequado do sistema nervoso central.

 

 

Erva de São João

 

 

Erva de São João
Erva de São João. Fonte: mundoreishi

 

 

A Erva de São João também funciona como um excelente restaurador do sistema nervoso e antidepressivo.

O consumo frequente contribui positivamente com a redução dos níveis de estresse, ansiedade e depressão.

 

 

Rhodiola Rosea

 

 

Rhodiola Rosea
Rhodiola Rosea. Fonte: jardineriaon

 

 

Mais conhecida como raiz de ouro, o extrato dessa planta tem eficácia comprovada como modulador da resposta aos fatores estressantes.

Isso se deve sobretudo à presença de substâncias ativas na sua fórmula, como flavonoides, terpenoides, ácidos orgânicos e taninos.

Esses componentes são capazes de proteger o organismo a fatores estressantes físicos, como é o caso do frio, radicais livres e níveis muito elevados de atividades físicas.

Além de ser um ótimo calmante natural, esse extrato também reduz a fadiga, deixando o indivíduo mais bem disposto.

 

 

  • Confira também: Cinco razões pelas quais você deve incluir coentro em sua dieta

 

 

Piper Methysticum

 

 

Piper Methysticum
Piper Methysticum. Fonte: jardineriaon

 

 

Pode ser que você conheça esse calmante natural como extrato de Kava-kava. Ele é associado a efeitos relaxantes, bem semelhante ao sentido quando se consome bebidas alcoólicas.

Assim, devido aos seus efeitos positivos, o extrato passou a ser usado como auxiliar no tratamento da depressão, insônia, ansiedade e distúrbios nervosos em geral.

 

 

  • Siga o Fashion Bubbles no  Google News para poder acompanhar tudo sobre saúde direto em seu smartphone. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Camomila

 

 

camomila
Camomila. Fonte: Pexels

 

 

A camomila é mais uma entre as principais espécies vegetais utilizadas como calmante natural. Mas além disso, ela é excelente também para o sistema nervoso e digestivo.

Por isso, até mesmo o chá é muito consumido quando a pessoa busca por uma sensação de paz interior em momentos de agitação e nervosismo.

 

 

  • Confira também: Jambu em oito benefícios: para que serve e como consumir a PANC da Amazônia

 

 

Melissa Officinalis

 

 

folhas de melissa
Folhas de melissa. Fonte: Casapia

 

 

Há séculos a melissa é utilizada com calmante natural, mas atualmente se tem comprovações científicas sobre as suas propriedades.

Você também pode gostar!

Estudos clínicos demonstram que quando há consumo constante de cápsulas ou chá de melissa, é possível complementar ou substituir os tratamentos convencionais para a depressão por esse fitoterápico.

Os efeitos se devem ao ácido rosmarínico, que funciona muito bem como ansiolítico e, parece ser eficiente também em casos de acidente vascular cerebral.

 

 

 

 

Alfazema

 

 

A alfazema é uma espécie vegetal que possui altos níveis de cumarina e óleos essenciais responsáveis por promoverem efeito relaxante e calmante. Por isso funciona muito bem em casos de tensão nervosa.

 

 

Por que usar um calmante natural?

 

 

O estresse é responsável por tirar a paz de espírito das pessoas na modernidade. Isso acontece devido principalmente a problemas financeiros, violência urbana e, também pelas relações pessoais e de trabalho.

Isso pode provocar um grau elevado de estresse e levar o indivíduo à depressão. Mas existem formas de evitar que isso ocorra.

Nesse sentido, usar um calmante natural é uma excelente ideia. De acordo com a definição, o calmante natural pode ser um medicamento, produto ou também ações que levem a um estado de calma do indivíduo.

Quando se fala em um medicamento como calmante natural, isso se relaciona a um fitoterápico, medicamento homeopático ou ainda um floral.

 

 

camomila
Camomila. Fonte: wohaliterapias

 

 

Ao contrário do que muita gente pensa, os fitoterápicos possuem efeitos intensos e, por isso funcionam muito bem como alternativa aos medicamentos comuns.

No entanto, independentemente do calmante natural escolhido, é preciso que o indivíduo esteja disposto a promover mudanças em sua vida que levem a melhora.

Mas de nada adianta tomar remédios se a pessoa continuar em meio aos vários fatores estressantes que prejudicam a sua vida e nem buscar formas de manter o equilíbrio mental.

É preciso repensar o que a vida significa para você e encontrar um ponto de equilíbrio, algo que te faça ficar bem.

Meditação arteterapia, reiki e até atividades físicas em geral contribuem positivamente com esse processo.

 

 

  • Veja também: Alface em 15 benefícios: tipos e como consumir, com 8 receitas fáceis de fazer

 

 

Mecanismos de ação dessas alternativas

 

 

Quando se fala em um calmante natural do tipo fitoterápico, o mecanismo de ação pode variar, mas basicamente, todos eles visam a modulação dos neurotransmissores cerebrais.

Dessa forma é possível reduzir com eficiência a resposta ao estresse e ansiedade, de modo que o indivíduo se sinta muito mais tranquilo e equilibrado.

Isso acontece porque esses medicamentos elevam os níveis de neurotransmissores, como a serotonina, dopamina e noradrenalina, que ativam o córtex cerebral, promovendo uma sensação de bem estar geral.

Além disso, esses neurotransmissores regulam o sistema límbico, principal responsável pelos pensamentos, emoções, humor, memória e aprendizado.

Com isso, o calmante natural escolhido associado a outras formas de terapia, levam o indivíduo a encontrar novamente o seu equilíbrio e, assim levar uma vida muito mais prazerosa.

 

 

O consumo do calmante natural

 

 

Para todas as plantas citadas como calmante natural, o uso na forma de chá é liberado. Entretanto, nem sempre essa é a maneira mais simples e prática.

Se você quer ter a liberdade de consumir os fitoterápicos em qualquer lugar e, ainda ter um melhor controle sobre a dosagem, o melhor é buscar por cápsulas manipuladas.

Mas atenção porque a manipulação deve ser feita com a prescrição de um médico ou nutricionista.

Isso deve ser feito com base em recomendações de uso, incluindo a dosagem diária e os melhores horários para o consumo das cápsulas.

Seguir as recomendações é essencial, visto que apesar de serem naturais, esses medicamentos possuem efeitos nocivos também, sobretudo quando consumidos em excesso.

Além disso, saiba que qualquer medicamento para a ansiedade e agitação deve ser associado a outras terapias.

A meditação, reiki e a prática frequente de atividades físicas são algumas coisas que contribuem positivamente para o bem estar geral das pessoas.

 

 

Como fazer um chá calmante

 

 

Consumir chás como calmante natural é uma boa alternativa para o seu dia a dia. Além disso, para quem gosta da bebida, essa é uma forma deliciosa de incluir os princípios ativos na rotina.

Para o preparo, tudo o que você precisa é de uma xícara de água e uma colher de sopa cheia da erva escolhida.

Então, coloque a água para esquentar e quando ela estiver em ponto de fervura, basta desligar o fogo, adicionar a erva e deixar repousar por aproximadamente 10 minutos.

Depois disso, basta coar e consumir a bebida. Dê preferencia para tomar esses chás em momentos de agitação excessiva e, preferencialmente, antes de dormir.

 

 

  • Confira também: Folha de goiaba ajuda a combater a infecção urinária? Quais os benefícios?

 

 

Gestantes, nutrizes e crianças podem consumir o calmante natural

 

 

É comum que as gestantes se sintam agitadas e ansiosas e, nessa fase da vida o consumo de medicamentos convencionais não é indicado.

Nesse caso, o calmante natural é a melhor opção. Mas mesmo assim, deve-se tomar com recomendação do profissional de saúde que acompanha a gestação.

Isso porque mesmo as alternativas naturais possuem efeitos colaterais que podem prejudicar a mãe e o bebê quando consumidos sem cautela. O mesmo vale para as mulheres que amamentam.

 

 

Opções naturais para bebês

 

 

Os cuidadores frequentemente buscam um calmante natural seguro e eficiente para o bebê. Nesse sentido, chás como o de erva doce e camomila tranquilizam e ainda ajudam a diminuir os episódios de cólica.

O suco de maracujá é outra alternativa para acalmar crianças pequenas que tenham mais do que seis meses de idade.

 

 

Conclusão

 

 

Há muitas opções de ervas que podem ser usadas como calmante natural por terem a capacidade de diminuir a agitação, o estresse e promoverem o relaxamento geral. No entanto, deve-se ter cuidado com o consumo.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes