Junho Laranja: campanha faz alerta para as doenças de sangue

A leucemia e a anemia são as principais doenças de sangue no Brasil, por isso, são foco da campanha Junho Laranja

Fonte: Canva

Mensalmente, as equipes de nacionais e internacionais fazem campanha voltada à conscientização de uma determinada . Neste mês, o tema é o Junho Laranja, voltado a discussões de doenças de sangue como a anemia e a leucemia. 

O objetivo da campanha é incentivar o diagnóstico correto da doença e o tratamento precoce. 

A importância do Junho Laranja 

Fonte: Canva

O mês oferece informações sobre a necessidade de acompanhamento das possíveis alterações hematológicas. 

  • Além disso, veja também Sequelas da covid: 25 sintomas que podem persistir após a infecção

Casos de leucemia no Brasil

Related Post
Fonte: Canva

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), entre 2020 e 2022 serão diagnosticados mais de 10 mil casos de leucemia por ano no Brasil. Desses, 5.920 são homens e 4.890 são mulheres.

No Nordeste do país, a doença está em sétimo lugar entre as mais acometidas em homens. Por isso, a campanha Junho Laranja é ainda mais necessária nesta região.

Tipos de leucemia 

  • Leucemia mieloide crônica (LMC);
  • Leucemia linfocítica aguda (LLA);
  • Os quatro primários são leucemia mieloide aguda (LMA);
  • Leucemia linfocítica crônica (LLC).

Segundo o médico, na maioria das vezes, os pacientes que desenvolvem leucemia não possuem fatores de risco conhecidos que possam ser modificados. Sendo assim, é praticamente impossível evitar o aparecimento da doença. 

“No entanto, o estilo de vida saudável e o acompanhamento médico periódico contribuem para evitar fatores de risco, como por exemplo o tabagismo, que se correlaciona com aumento do risco de leucemia mieloide aguda. A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar um tumor em fase inicial e possibilitar maior chance de tratamento”, explica o médico. 

  • Saiba ainda mais Quiabo é antioxidante e diminui o colesterol. Veja benefícios e !

O tratamento 

Fonte: Canva

Além disso, é importante levar em consideração qual o subtipo da leucemia. 

Portanto, segundo o patologista, o transplante de medula óssea não é indicado em todos os casos. Porém, é uma ferramenta que interfere no tratamento e cura dos pacientes com leucemia:

De acordo com Raimundo, em alguns casos, indica-se o transplante de medula óssea. O procedimento consiste em substituir uma medula óssea doente ou deficitária por células normais de medula óssea. Dessa forma, o objetivo é retomar uma produção de células saudáveis na medula.

Como ser doador de medula óssea? 

Fonte: Canva

O voluntário à doação irá assinar um termo de consentimento e preencher uma ficha com informações pessoais. Nesse sentido, é necessário apresentar o documento de identidade. Além disso, uma pequena quantidade de sangue será retirada do doador.

“A doação de sangue, assim como de medula óssea, deve ser incentivada na nossa população, aumentando a chance de salvar mais vidas com esse ato solidário”, ressalta Raimundo. 

Como resultado, essa ação da campanha Junho Laranja busca agilizar as filas de transplante no Brasil. 

Anemia – Junho Laranja 

Fonte: Canva

Além disso, outra doença ressaltada na campanha Junho Laranja é a anemia. Basicamente, trata-se de uma queda de hemoglobina no sangue que resulta na dificuldade do transporte de oxigênio. 

Os principais causadores da doença estão relacionados a carência de nutrientes, como vitamina B12 e zinco, ou também a falta de ferro. 

  • Saiba ainda mais Alongamento melhora a postura e reduz o estresse

Sintomas 

Segundo o médico especialista, os principais sintomas da anemia são: 

  • Fadiga;
  • Falta de ar em repouso ou em pouco esforço;
  • Sonolência;
  • Palpitação;
  • Confusão mental.

Tratamento da anemia 

Fonte: Canva

Em primeiro lugar, é extremamente necessário encontrar a causa da doença. Além disso, o correto diagnóstico é fundamental para o início precoce do tratamento, segundo orientação da campanha Junho Laranja.

“Essas indicações são muito específicas e necessitam de acompanhamento médico, envolvendo a reposição de sulfato ferroso, vitaminas e em alguns casos até mesmo a transfusão sanguínea”, orienta o médico. 

Portanto, como estratégia de prevenção, o Ministério da Saúde criou uma lista de recomendações e ações a fim de controlar a anemia, entre elas, estão: 

  • Fazer o acompanhamento médico de rotina, tanto adulto quanto pediátrico;
  • Incentivar a amamentação exclusiva durante os primeiros seis meses de vida da criança;
  • Ter uma complementar saudável;
  • Oferecer suplemento profilático com ferro para crianças com idade entre seis e 24 meses, gestantes e mulheres no pós-parto.

Conclusão – Junho Laranja

A campanha Junho Laranja é essencial para divulgar informações sobre a leucemia e a anemia. Como resultado, trata-se de uma estratégia essencial para a busca por um diagnóstico e tratamento precoce. 

Portanto, reconhecer cada uma delas é fundamental para procurar ajuda de um profissional. Por fim, ao perceber qualquer um dos sintomas apresentados acima, agende uma consulta médica.

  • Em conclusão, confira Chá de maçã: para que serve e como fazer com passo a passo
Diana Diniz: Diana Diniz é jornalista apaixonada por novas experiências. Possui uma bagagem profunda de conhecimento adquirido na Universidade do Algarve, em Portugal. Através do MBA em Marketing Digital pôde se especializar na redação de artigos para blogs e unir a experiência da profissão com sua paixão: arquitetura e decoração.
Posts Relacionados