mesa de madeira com taça de vinho e pedaço de queijo gorgonzola

Gorgonzola: como o queijo é feito e como harmonizar com vinho

Saiba qual a origem do queijo gorgonzola, onde ele é produzido e qual é o vinho ideal para combinar

Compartilhe

O queijo gorgonzola é reconhecido como um queijo DOP (Denominazione di Origine Protetta). Isso significa, em resumo, que suas etapas de fabricação seguem rígidas regras para manter a qualidade ano após ano.

Em seguida, você confere como essa iguaria surgiu, onde ela é produzida e como harmonizar com vinho tinto e branco. Continue lendo!

Qual a origem do gorgonzola?

Segundo uma lenda local, o gorgonzola nasceu quando um jovem produtor de queijos, distraído, esqueceu um fardo de coalhada úmida no porão. No dia seguinte, para esconder seu erro, acrescentou essa coalhada na produção da manhã seguinte, ou seja, misturou massas de queijos, ordenhas e temperaturas diferentes.

tigela de cerâmica branca com cubos de queijo blue cheese
Fonte: Getty Images/Canva

Após algumas semanas, ele observou um bolor esverdeado no centro do queijo, tomou coragem e provou. E não é que estava uma delícia! Essa é uma história que passa de geração em geração, a origem do gorgonzola, porém, é muito antiga e não é possível precisá-la quando ocorreu.

O que sabemos é que se trata de um queijo delicioso, para ser apreciado sozinho, acompanhado de vinho ou como ingrediente em receitas de dar água na boca!

Qual o sabor de gorgonzola?

O gorgonzola é um queijo de leite pasteurizado de vaca e existem dois tipos, o picante e o doce.

O tipo picante apresenta-se intenso, cremoso, macio e com sabor característico, levemente apimentado. Além disso, tem aparência marmorizada com veios de mofo.

O gorgonzola tipo doce tem gosto marcante e é mais macio. Então, para apreciá-lo, sugere-se retirá-lo da geladeira meia hora antes de ser consumido.

tipos de queijo gorgonzola em pedaço de papel pardo
Fonte: Getty Images/Canva

A maturação da versão picante acontece no mínimo por 80 dias até no máximo 270 dias. Por outro lado, a versão doce estagia no mínimo 50 dias e no máximo 150 dias. Os queijos estagiam em câmaras frias a 4 ° C com alta umidade.

  • Região de produção: Lombardia e Piemonte
  • Leite: vaca
  • Classificação: queijo azul
  • Peso e formato: 6 a 13 kg tambor

Regiões produtoras

Hoje, segundo o consórcio que regulamenta a produção, são cerca de 30 caseifícios (fabricas de queijos) habilitados a produzirem o gorgonzola e 3.000 fazendas auditadas a fornecerem o leite. A produção anual, com cerca de 4,7 milhões de fôrmas, é um negócio que gira em torno de 720 milhões de euros.

pedaço triangular de queijo gorgonzola com ramos de alecrim em tábua de madeira
Fonte: Olga Mazyarkina/Getty Images

Agora que conhecemos um pouco mais, vamos às harmonizações! O mais importante é seu gosto pessoal, mas vale a pena provar essas sugestões!

Como harmonizar queijo gorgonzola?

A sugestão para o gongorzola tipo picante, mais intenso na boca, fica por conta de vinhos mais estruturados e complexos que passam por barricas, por exemplo, os Barolos, Barbarescos, o Chianti Classico Riserva, ou um Cabernet Sauvignon Reserva (muito fácil de encontrar no supermercado).

tábua de madeira com garrafa de vinho tinto e aperitivos
Fonte: Getty Images/Canva

Vinho branco com gorgonzola. Já provou?

Por outro lado, podemos harmonizar o gorgonzola tipo doce com tintos mais leves ou vinhos brancos. Da variedade Riesling por exemplo, ou um Gavi (vinho branco produzido no Piemonte com a uva cortese). Neste caso, vale a máxima: vinho local com queijo local costuma funcionar bem!

garrafa de vinho branco ao lado de tábua de queijos
Fonte: Getty Images/Canva

Vale também a experiência com tintos mais leves, como o Chianti Classico ou um Merlot Chileno (este também muito fácil de encontrar no supermercado)

Se nos aventurarmos para uma harmonização por contraste (salgado x doce), a sugestão seria um vinho doce, como o colheita tardia da Luis Felipe Edwards ou um bom vinho do Porto.

Receita com gorgonzola

Que tal preparar um prato com queijo gorgonzola e servir uma taça de vinho para seus convidados? Quem resiste a uma receita original italiana, simples e deliciosa como essa? Desfrute!

Macarrão com molho de gorgonzola

Rende 4 porções

Ingredientes:

  • 50 g de manteiga;
  • 1 dente de alho picado;
  • 200 g de linguiça fresca sem pele esfarelada;
  • 200 g de cogumelo fresco paris ou porcini fatiado;
  • Sal e pimenta a gosto;
  • 400 g de massa tipo rigatoni;
  • 100 g de queijo gorgonzola.

Modo de preparo

Leve metade da manteiga ao fogo baixo e deixe até dourar. Adicione a linguiça esfarelada e cozinhe, mexendo de vez em quando, por 5 minutos. Então, junte os cogumelos, tempere com sal e continue cozinhando por 10 minutos.

Cozinhe a massa de acordo com as instruções da embalagem, escorra e transfira para a panela com o molho. Misture bem e transfira para uma fôrma untada com um pouco da manteiga restante.

Coloque por cima o gorgonzola e o restante da manteiga em pedacinhos e salpique a pimenta. Leve ao forno preaquecido a 180º C por 5 minutos apenas para derreter o gorgonzola. Sirva em seguida!

Sobre a colunista

Alessandra Janaudis é especialista em vinhos, com certificação nível 3 avançado pela Wine Spirit Education Trust renomada escola de Londres e pela Wine Scholar Guild vinhos italianos.

É formada em publicidade pela FAAP, pós-graduada em Ciências do Consumo pela ESPM e em Moda e Criação pela Santa Marcelina. Cursou Cool Hunting na Domus Academy de Milão e hoje mora na província de Monza, na Itália, trabalhando com vinhos.

E-mail de contato [email protected]

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias