Decoração de cozinha gótica: o que é + 20 fotos para copiar

Ter uma cozinha gótica vai muito além de um cômodo preto. Por isso, confira as principais características e uma série de inspirações
Duas cozinhas góticas.

Fonte: Pinterest

Muito se fala em um estilo de decoração feito com cores neutras pois combinam com qualquer item decorativo e são mais difíceis de enjoar. Porém, para dar personalidade ao ambiente é preciso ousar. Portanto, que tal uma decoração de cozinha gótica?

Caracterizado pelos tons escuros, este modelo pode oferecer seriedade, sensualidade e suspense. Por isso, quem carrega esses traços na personalidade não hesita ao escolhê-lo.

Quer saber mais? Então continue lendo e veja uma série de fotos para se inspirar.


O que é o estilo gótico?

O estilo gótico nasceu durante a Idade Média em meados do século XII na França. Sua forma de manifestação foi através de construções e arquiteturas.

Você provavelmente já deve ter visto este estilo nos livros de história durante a escola onde as catedrais eram trabalhadas na pintura e escultura.

A principal inspiração da arte gótica era se opor a arte romântica. Por isso, o que era para ser uma inovação frente ao contexto político, social e religioso da época, se tornou uma das maiores inovações arquitetônicas de todos os tempos.

Desta forma, as principais características da decoração gótica são:

  • Janelas amplas
  • Cores escuras
  • Construções altas
  • Pinturas

Porém, com o passar dos anos o conceito do estilo gótica na decoração foi ganhando leveza. Os traços retos e mais simples ganharam mais espaço e as cores escuras jamais foram deixadas de lado.


Fonte: Pinterest


Decoração de cozinha gótica


Os detalhes de uma cozinha gótica fazem toda a diferença para o reconhecimento do estilo. Por exemplo, as molduras que unem o armário ao teto e as molduras boiserie nas portas. Fonte: Pinterest

Além disso, vê-se nesta imagem o estilo gótico também na sala de jantar. Onde as cadeiras são de enchimento e em formatos não convencionais. Fonte: Pinterest

Uma característica marcante da Idade Média e que é muito lembrado na cozinha gótica são as velas. Porém, não basta colocá-las em um simples pires, é preciso castiçais esculpidos e cheios de glamour. Fonte: Pinterest

Outro ponto relevante é o uso de quadros. Essa é uma técnica interessante para cozinhas pequenas. Afinal, não ocupará espaço. Fonte: Pinterest

Tapetes trabalhados e artesanais também são muito bem-vindos na decoração. Além disso, repare nas iluminações direcionadas acima da pia. Elas oferecem claridade extra e melhoram a funcionalidade do ambiente. Fonte: Pinterest

Por outro lado, neste caso vê-se uma série de objetos e detalhes que remetem a Idade Média. Porém, para deixá-los em prateleiras abertas é preciso ter muito organização para não poluir visualmente o cômodo. Fonte: Pinterest

Os azulejos desenhados no chão são características marcantes da grandes catedrais. Por isso, esse recurso é muito utilizado na cozinha gótica. Fonte: Pinterest

  • Em seguida, aproveite e nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

Cozinha gótica moderna


Aqui, apesar do estilo gótico se parecer muito diferente, temos uma janela ampla, que é bastante característica desse movimento. Além de ser uma importante entrada e saída de ar, ela oferece luminosidade natural. Afinal, é muito importante para os ambientes escuros. Fonte: Pinterest

As pedras também são marcas registradas neste estilo de decoração. Por isso, os tijolos à vista são excelentes opções. Além disso, une-se a cozinha gótica à industrial. Fonte: Pinterest

A mobília também é algo que deve ser notado. Afinal, assentos confortáveis e lugares para expor as bebidas alcoólicas eram essenciais na Idade Média. Fonte: Pinterest

O minimalismo transformou essa cozinha gótica em um ambiente ainda mais sério, sofisticado e único. Afinal, as cores escuras oferecem um toque de suspense ao espaço. Fonte: Pinterest

Os móveis planejados ajudam a aproveitar melhor o espaço e fazem com que os eletrodomésticos se encaixem com perfeição. Além disso, a iluminação embutida acima do balcão é uma estratégia moderna para facilitar o preparo dos alimentos. Fonte: Pinterest

A louça faz toda a diferença em uma cozinha gótica. Afinal, quanto mais detalhes e curvas tiver, melhor. Fonte: Pinterest

Caso você queria madeira no chão e nos móveis, procure combinar os tons para criar uma cozinha gótica harmônica. Fonte: Pinterest


Cores de uma cozinha gótica


Você já deve ter percebido que o preto é a cor principal do estilo gótico. Porém, para dar um toque de cor e riqueza ao ambiente, os moradores apostaram em expor alguns utensílios de cobre. Fonte: Pinterest

Por outro lado, uma excelente ideia é apostar nas frutas e vegetais na decoração. Afinal, são coloridas, bonitas e trazem alegria ao ambiente. Uma dica para inovar na cozinha gótica é ter uma pequena horta dentro do cômodo. Fonte: Pinterest

Uma cor muito requisitada na Idade Média era o dourado. Afinal, o ouro é símbolo de riqueza. Por outro lado, hoje em dia, o rosê gold também ganhou papel de destaque e vale a pena ser incrementado na decoração. Fonte: Pinterest

Outra ideia interessante para compor a decoração é apostar em azulejos diferenciados na parede. Quanto menor foi o espaço de exposição, mais destaque ela ganhará. Neste caso, o branco com marrom ajudou a destacar ainda mais pois está no meio dos armários pretos. Fonte: Pinterest

Além disso, que tal panelas coloridas? Elas ótimas para quem quer dar personalidade e cor na cozinha gótica. Fonte: Pinterest


Conclusão: cozinha gótica


Por fim, vimos que o estilo gótico passou por uma série de transformações desde a Idade Média até a atualidade.

Porém, suas características básicas como cores fortes e escuras, grande janelas e uma iluminação diferenciada permanecem na decoração da cozinha gótica.

Diana Diniz: Diana Diniz é jornalista apaixonada por novas experiências. Possui uma bagagem profunda de conhecimento adquirido na Universidade do Algarve, em Portugal. Através do MBA em Marketing Digital pôde se especializar na redação de artigos para blogs e unir a experiência da profissão com sua paixão: arquitetura e decoração.
Posts Relacionados