Você acha que Eliezer está sendo egoísta e insensível com Natália, por causa do monstro? Para você que não acompanhou essa treta, tudo começou na madrugada dessa terça-feira, 12. Durante o Jogo da Discórdia, cada integrante tinha que escolher duas pessoas consideradas “prioridades” na casa. Jessi, Natália e Eli (sobreviventes dos grupos lollipop e comadres) se escolheram.

Na sequência, cada um seguia até o confessionário, onde escolhia um pergaminho da consequência. Essa consequência, por sua vez, poderia ser boa ou ruim, e o participante tinha que optar em entregar “esse presente” para uma das suas prioridades.

Acontece que Jessi, Natália e Eliezer pegaram as piores consequências do Jogo da Discórdia. E no final, cada um “pagou um preço caro” no BBB:

  • Eli escolheu Jessi para participar do acampamento do BBB e ‘morar’ no lado de fora da casa. A sister só poderá entrar na casa para necessidades fisiológicas;
  • Jessi escolheu Natália para ficar na xepa até segunda ordem;
  • Natália escolheu Eliezer para ser o monstro extra até a segunda ordem.

O problema foi que Eliezer não aceitou ganhar o monstro de Natália. E olha que o castigo consistiu no brother usar apenas uma cabeça de povo. Eli não perdeu seus benefícios de líder, tampouco foi parar na Xepa. Mesmo assim, o designer se revoltou com sua affair.

Discussão de Eliezer e Natália

BBB, Natália, Eliezer, Monstro, Paredão
Natália insiste para que Eliezer entenda seus motivos, mas brother segue irredutível. Fonte: Reprodução/Globoplay

Claro que bafafá sobre o ocorrido atravessou a noite. Eliezer ficou tão bravo com Natália, que a expulsou do quarto do líder e não quis saber das desculpas da sister. Na concepção do brother, Naty tirou a única conquista que ele teve no programa, que foi a liderança.

Scooby até tentou conversar com Eliezer, e disse que Natália não teve culpa, visto que dar o monstro para Jessi seria uma “monstruosidade” (sem trocadilhos). Jessi e Natália passaram o dia da segunda-feira, 11, tristes pela saída de Lina, do BBB. Mesmo assim, Eliezer continuou irredutível.

Durante a tarde dessa terça-feira, 12, os brothers e sisters participaram de uma ação de páscoa das Americanas. Eli pode tirar a cabeça de povo e colocar orelhinhas de coelho. Natália, então tentou conversar com seu affair do BBB e se explicar. No entanto, a conversa virou uma discussão, por parte de Eliezer.

“Entendo sua frustração, porque é algo que sempre vem acontecendo com você. Mas queria também que você me entendesse. Infelizmente eu tinha aquela consequência e, por estar vendo a Jessi com o emocional abalado, você era o que estava melhor de nós três”– começou Natália para Eli.

A sister ainda insistiu e tentou se mostrar plausível: “Depois do que aconteceu com você, fiquei mal, chorei horrores. Espero que você entenda. Quero te pedir desculpas. Mas é isso, nunca quis te magoar. Não quis interferir na sua liderança, só queria que você entendesse minha escolha”.

Natália sem perdão de Eliezer

BBB, Natália, Eliezer, Monstro, Paredão
Apesar de tentar explicar o motivo de não ter dado o monstro para Jessi, Eliezer não aceita as justificativas de Natália. Fonte: Reprodução/Globoplay

No entanto, Eliezer seguiu batendo na mesma tecla: a de Natália lhe tirar a única coisa que ele conseguiu no BBB até agora.

“Três dias atrás eu me abri pra você como ninguém. E eu falei que eu passei o programa inteiro na xepa, que todo mundo me dá o monstro e da frustração de me sentir um fracassado por não ter nenhuma conquista”– rebateu Eli para Natalia.

O brother ainda acrescentou que o monstro poderia ter sido algo pior do que só a cabeça de povo: “Tem a consequência. Você sabia que tinha tudo isso envolvido. Sabia o quanto a prova [do líder] era importante pra mim. Tenho certeza que o Tadeu não te explicou como era o monstro. Ele não explicou nem no ao vivo. Então, mesmo que eu não tivesse perdido o quarto, eu poderia ficar em pé aqui o dia todo.”

“Você nem lembrou da nossa conversa”– disse o publicitário magoado.

Como de costume, Natália tentou interromper Eli algumas vezes o que o deixou mais nervoso ainda: “Deixa eu terminar. Você falou, eu te escutei. Então agora me escuta, tá?”

“Não faria a menor diferença”

BBB, Natália, Eliezer, Monstro, Paredão
Eli diz insiste que Naty lhe tirou a única conquista que ele teve no BBB. Fonte: Reprodução/Globoplay

Eliezer então subiu o tom e Natália disse: “Ninguém precisa ouvir o que a gente tá conversando”.

Ontem não era um voto pra sair, era uma dinâmica. Não é nem um pouco plausível a sua explicação. Eu passei três meses querendo [a liderança]. Me tirar do vip ou do quarto [do líder] não faria diferença se eu tivesse aqui 24h em pé”– insistiu Eliezer, o que leva a entender que o publicitário não se importava com Jessi acumular duas consequências.

Nesse momento, Natália tentou interromper mais uma vez e Eliezer explodiu de vez:

“Deixa eu falar. Você não considerou absolutamente nada. Essa foi a única conquista que eu tive aqui. A única vitória que eu tive aqui e você tirou isso de mim. A sorte é que o monstro foi só botar o negócio na minha cabeça. Mas espero que você fique. Mas é isso, Natália. Lembra aquele papo de expectativa? Pra mim, é impossível ser a mesma coisa. Não vou mudar de lado, mas pra mim não faz mais sentido”– disse o publicitário para a mineira.

Eliezer ainda disse que entendeu que Natália priorizou salvar Lina e Jessi do último Paredão. No entanto, na dinâmica de ontem, não implicava risco de eliminação e que portanto, ela poderia tê-lo poupado do castigo e colocado Jessi em seu lugar.

“Essa conversa não tem final”

BBB, Natália, Eliezer, Monstro, Paredão
Sem chegar a um acordo de desculpas, Eli deixa Naty falando sozinha. Fonte: Reprodução/Globoplay

Natália apelou, mais uma vez para a compreensão de Eli, quanto ao que Jessi estava sentindo com a saída de Lina: “Eu só queria que você fosse menos egoísta”.

“Eu tinha há três dias chorado pra você no quarto!”- relembrou Eliezer.

“A fragilidade dela não foi há três dias, foi ontem” – rebateu Natália.

“Essa conversa não tem final. Nada vai mudar o fato de que, naquele momento, você escolheu, sim, tirar a minha única conquista. Se você não sabia como era o monstro, não faz sentido. Como você sabia que ia ter acampamento, que a menina [Jessi] ia ter que dormir fora?”– provocou Eliezer.

Por fim, Eliezer levantou-se do local e deixou Natália sozinha.

Na sequência, Eli foi desabafar com Jessi, que apenas tentou acalma-lo: “Tenho 32 anos, ela quer ficar me tirando de otário? Porr*”.

Por fim, nos resta aguardar o resultado final do décimo quarto Paredão, além de nos atentar ao discurso de Tadeu Schmidt, que vem recebendo elogios dos fãs do programa. Seja quem for o eliminado, a única coisa certa é de que ele tomará café com Ana Maria Braga na manhã de quarta-feira, 12.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades do Big Brother Brasil 22 direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Enquanto isso, veja o que os comentaristas do UOL falam sobre os desdobramentos da reta final do BBB: