Bolsa Fendi Baguette: os segredos e a história da icônica peça

A icônica bolsa feminina Baguette da Fendi é considerada a primeira “it-bag” de todos os tempos. Com um perfume anos 2.000 ela está mais atual do que nunca! Conheça os segredos dessa bolsa que é um clássico da moda.

- Continue depois da Publicidade -

A icônica bolsa Baguette da Fendi  é considerada a primeira “it-bag” de todos os tempos. Com uma pegada anos 2.000 ela é tendência nas próximas estações.

O  fato é a que bolsa Baguette criada em 1997 por Silvia Venturini Fendi, caiu no gosto de várias artistas. Queridinha de Paris Hilton e Sarah Jessica Parker, só pra dar alguns exemplos, é uma bolsa super prática e tem um tamanho ideal. Perfeita para levar o essencial como o celular, carteira, chaves , um batom e claro um espelho também.

 

 

Mas vamos aos segredos desta bolsa feminina

 

Sarah Jessica Parker vestindo regata vermelha e bolsa Baguette Fendi
Sarah Jessica Parker com bolsa Baguette Fendi. Fonte: Pinterest thefashionsopot

 

- Continue depois da Publicidade -

  • Aproveite e nos siga no Google News para para saber tudo sobre Moda, Beleza, Famosos, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

Cabe lembrar que Sarah Jessica Parker, através da sua personagem Carrie na série Sex&TheCity, contribuiu em grande parte para o sucesso da bolsa Baguette da Fendi.

- Continue depois da Publicidade -

O nome Baguette é inspirado no pão de mesmo nome, a baguette, aquele que os franceses carregam em baixo do braço no caminho entre a padaria e suas casas.  Isto devido ao modo que a bolsa é levada no corpo, bem junto ao ombro, assim como o pão.

 

  • Confira também: Neon, a tendência luminosa que é a cara do Verão 2022!

 

Conheça as preciosas técnicas de produção desta it-bag

 

- Continue depois da Publicidade -

Modelo negra veste camiseta branca segura bolsa Baguette Fendi amarela. Fotos ao lado modelo da bolsa Baguette Fendi cor dourada , vista da bolsa aberta e fechada.
Modelos da coleção atual bolsa Baguette Fendi amarelo ouro bem como dourada. Fonte: Website da marca Fendi

 

Para homenagear,  a Fendi inaugurou, em 30 de outubro no Palazzo della Civiltà italiana em Roma, uma exposição exclusiva mostrando  como foram feitas as edições especiais da  bolsa Baguette da Fendi.

A estratégia da Fendi é mostrar ao público as preciosas técnicas dos artesãos da Itália.

 

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

 

Um tributo a beleza e ao artesanato italiano da Sicília

 

Foto da esquerda detalhe da confecção da Bolsa Baguette Fendi prateada e detalhes em coral, foto da direita o artesão Platimiro Fiorenza em seu atelier sentado na cadeira
Foto da esquerda detalhe da confecção da Bolsa Baguette Fendi, bem como foto da direita o artesão Platimiro Fiorenza em sua oficina. Fonte: Website da marca Fendi

 

Desta forma, para descobrirmos vários segredos desta bolsa feminina, apresentamos a exposição Hand in Hand  que em português quer dizer “Mãos Dadas”. A mostra traz ao público a excelência da produção do artesanato italiano interpretada nesta icônica bolsa.

Sobretudo é um convite a viajar pela Itália, pelas tradições do trabalho manual que são passadas de geração para geração.

Em seguida, repare na sequencia de fotos abaixo e conheça o trabalho artesanal e artístico em coral e prata. Esta é a produção de uma prestigiada oficina na Sicília. Surpreendentemente tudo feito a mão.

 

Etapas da produção mostrando detalhes de corais placas em prata da edição especial da bolsa baguette Fendi produzida pelo ourives Platimiro Fiorenza
Etapas da produção da edição especial da bolsa Baguette Fendi produzida pelo ourives Platimiro Fiorenza bem como trabalho com Corais. Fonte: Website da marca Fendi

 

  • Veja também: Verão 2023, 6 tendências que foram destaque na Semana de Moda de Milão

 

Desta maneira, esse modelo especial produzido pelo ourives Platimiro Fiorenza,  um verdadeiro artista, traz o acabamento de alta qualidade, ou seja a excelência nos mínimos detalhes.

Platimiro, cresceu na oficina do pai, aos sete anos começou a trabalhar com ouro, prata, coral, além de aprender sobre as pedras preciosas e criar as suas primeiras gravuras.

Assim, o trabalho com o coral é belíssimo e segue técnicas que datam do século XII ou seja, é muita tradição, concordam?

Mas as belezas não param por aí. Esta versão abaixo  realizada por artesões da região da Emilia Romagna, utiliza técnicas de mosaicos, já que é também uma forte tradição do artesanato italiano.

 

 

A bolsa Baguette da Fendi produzida por artesãos da região da Emilia Romagna

 

Foto vista frontal e costas da bolsa Baguette Fendi com mosaicos em cor azul e estrelas douradas.
Bolsa Baguette Fendi produzida pelo estúdio Akomena Spazio Mosaico. Vista de frente assim como de costas. Fonte: Website marca Fendi

 

Assim, o Atelier  Akomena Spazio Mosaico  produziu esta bolsa feminina na cidade Ravenna, seguindo técnicas de mosaicos bizantinos, ou seja ladrilhos de vidro cortados a mão e finalizados em bases de folhas de ouro e prata.

Desta maneira, este é o puro luxo do artesanato italiano, de fato toda essa tradição é motivo de orgulho do povo italiano. Além disso eles sabem valorizar muito bem a cultura local.

 

 

Mão segurando detalhe de mosaico em azul e dourado
Detalhe da produção da bolsa Baguette Fendi com técnica de mosaico. Fonte: Website da marca Fendi

 

Repare na foto acima como todo o processo é manual, desde o corte dos ladrilhos até a colocação da placa na bolsa.

 

Seguimos com outras produções para lá de charmosas

 

Outro exemplo é este abaixo da região da Liguria, lá  existe a tradição desde a época medieval do trabalho de filigrana em prata, essa tradição continua até os dias de hoje.

Sobretudo, note abaixo o trabalho exclusivo em prata desenvolvido para este modelo especial da bolsa feminina Fendi.

  • Confira também: Bolsa Crochê Boho com fio de malha, faça você mesmo com passo a passo

Assim mãos habilidosas entram em ação na Liguria

 

Foto da bolsa baguette Fendi em filigrana de prata foto da direita duas mãos trabalhando em filigrana de prata
Bolsa Fendi em filigrana de prata assim como detalhe da produção do filigranas de prata à direita. Fonte: Website da marca Fendi

 

Genova é a capital da região da Liguria, assim lá existem inúmeras oficinas especializadas em filigrana de prata e ouro. Desta forma, o ofício passa de pai para filho e a tradição continua. Só para ilustrar, as joias produzidas com essa técnica nesta cidade, são também muito apreciadas.

 

foto da esquerda bolsa Fendi em filigrana de prata foto da direita mão de um artesão trabalhando com um martelo no desenho em filigrana de prata
Bolsa feminina Fendi em prata bem como detalhe da produção em filigrana de prata. Fonte: Website da marca Fendi

 

Visto que o trabalho artesanal demanda muito tempo e muita técnica ele é sobretudo um diferencial para o produto. Por isso a marca Fendi que nasceu em Roma e faz parte do grupo LVMH investiu na exposição “mãos dadas”. De certa forma, conhecer o que está por trás de uma produção tão cuidadosa agrega valor ao produto.

 

O excepcional aqui é o encontro entre a tradição e o pedido de uma empresa, e o fato de que juntos esses dois assuntos inventam algo novo, explica Serge Brunschwig, CEO da LVMH

 

Além disso, a tendência dos consumidores estarem sempre atentos à produção dos artigos que eles consomem, somente ratifica a brilhante ideia de abrir as portas das oficinas dos artesãos da bolsa Baguette Fendi.

 

  • Veja ainda: Inverno 2022, tendências e vitrines de Milão fall-winter 22-23

Seguimos com a região da Toscana e a tradição em couro

 

Bolsa em 100% couro marrom escuro
Bolsa Baguette Fendi produzida pela oficina Peroni Firenze. Fonte: Website da marca Fendi

 

Ao passo que a  região da Toscana é muito conhecida pela tradição do trabalho em couro a pequena empresa chamada Fratelli Peroni foi convidada a participar da produção especial da Baguette Fendi em 100% couro.

Dessa maneira com o intuito de criar uma bolsa única, Maurizio e Marco Peroni, hoje terceira geração da família colocaram suas mãos habilidosas em ação. Sem dúvida, os proprietários também participam do processo, além de passarem o conhecimento para seus funcionários

Assim, as origens desta pequena empresa de artesãos Fratelli Peroni remontam a 1956, quando os irmãos Piero e Roberto Peroni fundaram sua oficina de couro em Florença.

Assim sendo a Fendi consegue aliar tradição bem como qualidade com esta parceria.

 

Senhor sentado em sua oficina de couro em Florença
Oficina Peroni Firenze produtores de artigos em couro bem como da bolsa Baguette Fendi. Fonte: Website da marca Fendi

 

Ao passo que produtos luxuosos são expostos nas vitrines mais caras do mundo é interessante saber que existe por trás um grande trabalho artístico, manual e único. Finalmente estes são alguns dos modelos especiais da bolsa feminina Baguette da Fendi e seus segredos de produção.

Portanto, fiquem ligados no conteúdo de moda e vejam todas as apostas e tendências no nosso Canal da Moda!

 

 

Sobre a colunista

 

Alessandra Janaudis, formada em publicidade pela FAAP, pós-graduada em Ciências do Consumo pela ESPM e em Moda e Criação pela Santa Marcelina. Cursou Cool Hunting na Domus Academy de Milão. Hoje mora na Itália e tem um projeto de correspondência de moda para empresas brasileiras com fotos de vitrines, produtos e tendências diretamente de Milão .

Instagram: @conexaomilano_

E-mail de contato [email protected]

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes