Gusttavo Lima

Governo Bolsonaro colocou cachê de Gusttavo Lima em sigilo de 100 anos?

Após polêmica sobre suposto sigilo de 100 anos, valor milionário pago por Bolsonaro à Gusttavo Lima para propaganda é revelado

Compartilhe

Falta menos de um mês para Bolsonaro deixar o posto de líder do executivo do país. Ainda sim, o presidente segue envolvido em polêmicas. A mais recente envolve seu amigo Gusttavo Lima.

De fato, Gusttavo Lima e Bolsonaro são aliados de longa data. O sertanejo nunca escondeu sua preferência política às eleições.

Inclusive, no segundo turno das campanhas desse ano, Gusttavo Lima foi até Brasília manifestar apoio ao presidente. Além dele, participaram do ato, Leonardo e Chitãozinho. Agora, a pergunta que não quer calar é: quanto Gusttavo Lima recebeu para fazer a propaganda da Loteria especial em 2021?

O site Momento Country publicou uma matéria referente a um suposto sigilo de 100 anos, imposto por Bolsonaro sobre o valou pago à Gusttavo. Contudo, o UOL foi mais a fundo no assunto e colocou os pingos nos is.

Bolsonaro, Gusttavo Lima e cachê milionário

Uma das promessas do presidente eleito, Lula, é derrubar todos os “sigilos de 100 anos” impetrados por Bolsonaro. De acordo com UOL, existe sim vias legais para que isso ocorra. Contudo, tais quebras de sigilos passarão por avaliações em diversos caminhos processuais.

Ou seja, não será uma coisa rápida. Mas pode acontecer.

Geralmente, um presidente pode usar essa ferramenta de “sigilo” de 100 anos dados pessoais relacionados à intimidade, vida privada, honra e imagem de um cidadão.

Gusttavo Lima na Mega da Virada.
Gusttavo Lima foi estrela da campanha da Mega da Virada, loteria promovida pela Caixa, que pertence a União. Fonte: reprodução

O site Momento Country chegou a dizer que Bolsonaro colocou o cachê de Gusttavo Lima em sigilo de 100 anos. Em 2021, o sertanejo foi contrato pela Caixa para estrelar a campanha da Mega da Virada.

Todavia, o Splash, do UOL, apurou que tal informação sobre o cachê de Gusttavo não entrou no “sigilo de 100 anos”. Essas informações foram encontradas pelo UOL através de pesquisa no relatório de gastos da Caixa de janeiro de 2021.

Dessa forma, nesse relatório é apontado que a “Balada Eventos e Produções” recebeu da instituição financeira a quantia de R$ 1,1 milhão. Esse valor pago ao cantor inclui direitos de imagem e outros serviços como a composição da música usada na campanha.

Vale ressaltar que, de acordo com a Lei de Acesso à informação, um sigilo de 100 anos não pode ser aplicado com:

“Intuito de prejudicar processo de apuração de irregularidades em que o titular das informações estiver envolvido, bem como em ações voltadas para a recuperação de fatos históricos de maior relevância”.

Assim sendo, a Caixa Econômica Federal confirmou ao UOL que não existe sigilo referente a esse assunto.

O que diz a empresa de Gusttavo Lima?

“A BALADA MUSIC, escritório do cantor Gusttavo Lima, vem por meio deste informar que se trata de fake news a notícia que está circulando na internet a respeito de um possível sigilo de 100 anos, imposto ao cachê recebido pelo artista para a Campanha da Mega da Virada de 2020.

Por se tratar de uma empresa pública, a CAIXA faz a divulgação dos valores aplicados em publicidade em domínio público, com acesso facilitado a todos os interessados, não havendo qualquer imposição de sigilo. Esclarecemos ainda que, conforme já dito pela própria instituição, a contratação do artista foi realizada via contrato de direito de uso de imagem com a agência de propaganda contratada pelo banco CAIXA via licitação, nos termos da Lei 12.232/2010, que regula a contratação de agências de propaganda no Governo Federal.

Por fim, pontuamos que não toleramos fake news e que medidas jurídicas serão tomadas.”

E maisO que Casagrande falou do Tiago Leifert? Ex-globais lavam roupa suja em público

Show de Gusttavo Lima cancelado

Em junho desse ano, Gusttavo Lima teve um show cancelado na cidade de Teolândia, (BA).

Na época, de acordo com o Ministério Público da Bahia, “as contas” e as prioridades de Teolândia não estavam batendo. Isso pelo motivo que, o município foi um dos que mais sofreu com as fortes chuvas no final do ano passado. Dessa forma, a cidade chegou a receber cerca de R$ 2,3 milhões do Governo Federal. Esse valor foi para a prefeitura lidar com os prejuízos causados pelas enchentes e deslizamentos de terra.

Gusttavo Lima em show.
Gusttavo teve shows cancelados pela justiça da Bahia no meio do ano. Fonte: Instagram

Assim sendo a justiça questionou como em tão pouco tempo a cidade conseguiu “se organizar” e promover a “XVI Festa da Banana”. O valor do evento (R$ 2 milhões) corresponde a 40% do orçamento que foi gasto na saúde pela cidade no ano passado.

Com efeito, desses R$ 2 milhões, R$ 704 mil foram destinados ao cachê de Gusttavo Lima. Toda essa polêmica de questionamento sobre a valores de cachês foram levantadas após Zé Neto zombar de Anitta e da Lei Rouanet.

CPI do Sertanejo

Dessa forma, a chamada “CPI do Sertanejo” resolveu apurar de onde estava vindo o dinheiro dos cachês dos músicos, em shows realizados, principalmente no interior do Brasil.

Há duas semanas atrás, Gusttavo Lima gravou seu novo DVD em um dos estádios mais modernos de SP. No carnaval de Salvador, o cantor será o único sertanejo a desfilar com um trio elétrico no circuito mais importante do carnaval da Bahia. Quem estiver interessado em desfilar junto com o trio de Gusttavo, terá que desembolsar cerca de R$1100 pelo abadá.

  • Logo depois, nos siga no Google News e acompanhe as novidades de A Fazenda e Famosos direto do seu smartphone. Basta clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News

Por fim, veja outra notícia que também foi destaque sobre o sertanejo:

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias