Tiago Leifert se mete em polêmica após comparar Lula e Bolsonaro: “Covarde, imbecil”

Após dizer em entrevista que não votaria nem Bolsonaro e nem em Lula, Tiago Leifert virou alvo de ataques nas redes sociais

Tiago Leifert
Compartilhe

dividiu opiniões ao dizer em que não votaria no presidente Bolsonaro e nem no ex-presidente nas próximas eleições. O apresentador, chamado de , virou alvo de ataques.

Agora, o ex- defendeu suas opiniões e rebateu as críticas que está recebendo dos que discordam de seus posicionamentos. Confira:

E mais – Renata Vasconcellos enfrenta dificuldades no Jornal Nacional: “Angústia, ansiedade”

Tiago Leifert em mais uma polêmica

Tiago Leifert
Fonte: Divulgação TV Globo

Desde que saiu da TV Globo, Tiago Leifert já se envolveu em algumas polêmicas: com o ator Ícaro Silva, ao dizer que teve que terminar os estudos em Miami e agora com política.

No último dia 2, Tiago Leifert participou do podcast Cara a Tapa, apresentado por Rica Perrone, e falou sobre seus posicionamentos políticos. Numa eventual disputa pela Presidência da República entre o presidente Jair Bolsonaro contra o ex-presidente Lula, o apresentador disse que não votaria em nenhuma das opções.

“Bolsonaro foi muito mal, e o Lula não dá. Fez um bom governo em 2002, entendo a figura que ele é, a importância que tem, mas não consigo fazer malabarismo mental de tudo o que aconteceu”, disse.

Seu comentário gerou um buzz e Felipe Neto fez questão de rebater Leifert, enfatizando todos os erros de Bolsonaro: “Se de um lado tem um genocida, assassino, aliado de milícias, corrupto, vagabundo que não trabalha, que destruiu a economia, destruiu a imagem do país no mundo, entregou a Amazônia, exterminou povos indígenas…”.

“E você vota nulo porque está alinhado com um discurso de elite… você é um nojo”, continuou Felipe Neto.

Veja também – Zé Neto desabafa sobre costelas quebradas, shows cancelados e má fase: “Deus sabe de tudo”

Leifert defendeu seus posicionamentos

Presidente Bolsonaro e ex-presidente Lula são principais nomes das eleições de 2022
Presidente Bolsonaro e ex-presidente Lula são principais nomes das eleições de 2022 (Fonte: Reprodução)

Nesta terça-feira, após seu nome ficar entre os assuntos mais falados nas redes sociais, Tiago Leifert usou seu espaço para rebater as críticas e defender seus posicionamentos.

“Uma coisa que me incomoda muito é o tom professoral, que são essas pessoas aqui da internet que, por terem um número alto de seguidores ou por escreverem em um portal grande, ou por escreverem para um jornal importante, se acham enviadas do céu, acham que desceram lá de cima para iluminar seres inferiores como eu e você”, começou Leifert.

Ainda, o apresentador reclamou que não respeitam seus posicionamentos: “As pessoas vêm para te instruir e me instruir. Para ensinar para nós o que a gente deve pensar, o que a gente deve fazer. Todas as críticas vieram nesse tom professoral”.

“Fui chamado de covarde, imbecil, burro, falaram que eu não sei nada sobre a vida, que eu preciso aprender. Por que eu não posso falar o que eu penso? Por que, ao dizer o que eu penso, eu sou xingado?”, questionou o ex-apresentador do .

Ademais, Tiago Leifert continuou seu desabafo, reclamando que existem pessoas prontas para atacar qualquer um que discorde de seus posicionamentos.

“Me pareceu sabe o quê? Polícia dos costumes, uma polícia virtual dos costumes que fica com o cassetete na mão esperando alguém discordar. […] Se você acha que a democracia está sob ameaça, você não pode defender a democracia se transformando também em uma ameaça a ela, tentando silenciar o debate e humilhar quem pensa diferente. É o básico”.

E mais – Gusttavo Lima tem show cancelado pela justiça da Bahia em festa de R$ 2 milhões e população se revolta

Se você gosta do universo de entretenimento, precisa conhecer os conteúdos que temos sobre esse tema aqui mesmo, no portal Fashion Bubbles!

Compartilhe

Stories

Matérias Similares