Natural da Floresta Amazônica, o jambu é um ingrediente comum na culinária do Norte do Brasil. Na região, a planta é muito utilizada em pratos como ensopados, saladas e molhos. Sem dúvida, sua popularidade se deve à sensação de dormência que deixa na boca depois de ser consumida.

Dessa forma, suas propriedades anestésicas e analgésicas podem ser aplicadas a favor da saúde. Além de aliviar dores, o vegetal favorece a imunidade, evita o envelhecimento precoce, diminui a inflamação e tem até efeito afrodisíaco. Continue lendo e descubra o que é, para que serve e como consumir jambu.


O que é jambu?


É uma Planta Alimentícia Não Convencional (PANC) nativa da região amazônica. Seu nome científico é Acmella oleracea, mas também é conhecida como agriãozinho ou agrião do Pará. A erva é um arbusto que chega a alturas entre 20 e 30cm e cresce bem em climas úmidos e quentes.

Possui folhas de um tom verde vivo e levemente recortadas nas bordas. Suas flores amarelas são hermafroditas, então, realizam a autopolinização. Além disso, existe ainda o jambu roxinho, que tem ramos e inflorescências levemente arroxeadas.


foto de flor de jambu roxinho
Foto: H. Zell/Wikimedia Commons

  • Aproveite para seguir o Fashion Bubbles no Google News! Dessa forma, você acessa direto do seu smartphone nossos conteúdos sobre Saúde, Beleza, Moda, Famosos e muito mais! Então, é só clicar aqui e, em seguida, na estrelinha 🌟 lá no News.

Por que jambu adormece?


Se acaso você já tiver consumido a erva alguma vez, conhece seus efeitos peculiares na boca. Em primeiro lugar, o jambu causa um leve formigamento na ponta da língua. Logo depois, há um amortecimento que começa nos lábios e segue até a garganta. Enfim, a planta promove a salivação e abre as papilas gustativas.

Isso acontece porque, ao mastigar as folhas ou a inflorescência da flor, ela libera uma substância chamada espilantol. Esse composto é responsável por estimular o nervo trigêmeo, que controla, principalmente, a musculatura da mastigação e a sensibilidade facial.

As flores possuem uma concentração maior da substância do que as folhas. Então, é a partir delas que se costuma fazer o extrato e o óleo essencial de jambu.


  • Ainda não, mas fiquei curioso(a) para provar!
  • Sim, e adorei a sensação que deixa na boca
  • Sim, mas não gostei do sabor

Para que serve o jambu?


Os povos indígenas da Amazônia utilizam a planta há séculos não só como ingrediente na culinária, mas também para fins medicinais. Conheça, em seguida, 8 benefícios do jambu para a saúde!


foto de arbusto florido de jambu
Foto: Ks.mini/Wikimedia Commons

  1. É anestésico e analgésico


Além de conter espilantol, que dá sensação de amortecimento, a erva ainda é rica em flavonoides. Eles são capazes de reduzir as prostaglandinas, interferindo com a nossa percepção de dor.

Um estudo publicado em 2013 constatou que pomadas feitas com extrato de Acmella oleracea são eficazes e seguras na redução de dor. Assim sendo, costuma ser utilizada para aliviar dores de dente e de garganta. Ao mesmo tempo, colabora no tratamento de feridas na boca, como aftas e herpes.


  1. Melhora a imunidade


Isso porque o jambu é uma boa fonte de vitamina C. O nutriente colabora com várias funções celulares e torna o sistema imunológico mais forte e adaptável. É eficaz em proteger, principalmente, o corpo contra infecções respiratórias.



  1. É diurético


O espilantol presente no jambu age nos rins. Ele aumenta a produção de urina, promove a eliminação de toxinas, assim como a reabsorção de água. Então, acaba tendo um efeito detox no organismo. É o que concluiu um estudo realizado em ratos no ano de 2019.


foto de flor de Acmella oleracea
Foto: Ulf Mehlig/Wikimedia Commons

  1. Estimula a produção de colágeno


O jambu é um rejuvenescedor natural, já que está associado ao aumento da produção de colágeno. Essa proteína favorece a cicatrização e  a firmeza da pele. Então, a erva é muito utilizado na fabricação de cosméticos.


  1. Apresenta ação anti-inflamatória


Em 2019, um estudo analisou sua capacidade de reduzir inflamações como dermatite e pancreatite. Como resultado, os pesquisadores descobriram que o espilantol suprime a migração de células inflamatórias, reduzindo sintomas como o inchaço.


arbusto de jambu com flores amarelas
Foto: Sixflashphoto/Wikimedia Commons

  1. É antioxidante


Rica em antioxidantes naturais, a erva neutraliza os radicais livres que atrapalham o funcionamento ideal do organismo. Dessa maneira, previne doenças degenerativas e cardiovasculares, além de evitar o envelhecimento precoce.



  1. Favorece a saúde do estômago


De acordo com um estudo conduzido em animais, o jambu pode ajudar no tratamento de úlceras gástricas. Isso porque contém um carboidrato complexo chamado ramnogalacturonano.


  1. Tem efeito afrodisíaco


A erva pode estimular a produção de hormônios masculinos, como a testosterona. Dessa forma, tende a aumentar o apetite sexual.


Jambu tem contraindicação?


Apesar de ser bastante segura, a erva deve ser consumida com moderação. Especialmente se você pretende misturá-la com bebidas alcoólicas, pois o espilantol reduz o metabolismo do álcool. Por consequência, você se sentirá bêbado por mais tempo.

Uma vez que possuem maior concentração de ativos, o extrato e o óleo essencial precisam ser usados apenas com recomendação médica. Além disso, gestantes não devem ingerir jambu. Isso porque a planta pode causar contrações no útero e prejudicar o desenvolvimento do feto.


foto de folhas e extrato de jambu
Foto: P. S. Sena/Wikimedia Commons

Como consumir jambu?


Trata-se de um ingrediente muito versátil. Afinal, pode ser usado cru, cozido, em infusões, na forma de extrato ou óleo essencial. Aprenda, então, a preparar 5 receitas com jambu!


Caipirinha com cachaça de jambu


Rendimento: 1 porção

Tempo de preparo: 15 minutos

Ingredientes:

  • 1 limão;
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo;
  • 50ml de cachaça de jambu;
  • Gelo a gosto.

Modo de preparo

Em primeiro lugar, corte o limão ao meio. Logo após, corte cada metade em 4 e retire o miolo. Coloque em um copo, junte o açúcar e amasse com um pilão para soltar o suco da fruta. Coloque a cachaça, o gelo e misture. Sirva, em seguida.


foto de dois copos de caipirinha com cachaça de jambu
Foto: Azerbaijan Stockers/Freepik

Chá de jambu


Rendimento: 2 porções

Tempo de preparo: 15 minutos

Ingredientes:

  • 10g de folhas de jambu;
  • 500ml de água fervente.

Modo de preparo

Antes de mais nada, higienize as folhas. Em seguida, coloque em um bule, cubra com a água fervente e tampe. Deixe descansar por 10 minutos, coe e beba em seguida.


foto de xícara de chá de jambu vista de cima
Foto: Freepik

Arroz de jambu


Acompanhamento muito apreciado no estado do Pará, o arroz de jambu é fácil de fazer. Além disso, fica uma delícia. Aprenda a receita no tutorial do canal Meu Biju.



Tacacá

 

Rendimento: 4 porções

Tempo de preparo: 1 hora

Ingredientes:

  • 1 litro de tucupi;
  • ½ colher (chá) de sal;
  • 4 folhas de chicória;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 3 maços de jambu;
  • 250ml de água;
  • 2 colheres (sopa) de goma de tapioca;
  • 500g de camarão seco dessalgado;

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o tucupi, o sal, a chicória e o alho para ferver. Depois que ferver, deixe por 10 minutos e desligue. Reserve. Em outra panela, cozinhe o jambu em água fervente até amaciar. Então, escorra e reserve. Em outra panela, misture a água e a tapioca até dissolver. Leve ao fogo médio até engrossar, mexendo sem parar. Reserve. Por fim, para servir, divida o jambu entre 4 tigelas, cubra com tucupi, coloque um pouco da goma e finalize com camarão.


foto de prato de tacacá visto de cima
Foto: Freepik

Salada de jambu


O canal Deborah na Fazenda ensina o passo a passo para preparar uma salada com a flor de jambu. Confira, em seguida!