Moda do futuro: como a tecnologia está mudando o universo fashion?

Inovações estão mudando a moda do futuro e a forma como as marcas se aproximam dos consumidores

- Continue depois da Publicidade -

1.249

Nada de trajes espaciais e minimalistas como no filme “O quinto elemento” ou ultramodernos como sonhariam os Jetsons: a moda do futuro traz inovações têxteis que proporcionam novas experiências de compras ao consumidor. Dessa forma,  está presente não só na confecção de roupas e acessórios mas, especialmente, na maneira como as grifes interagem com seus clientes. E, também, o meio ambiente e comunidade ao redor.

Assim, startups e grandes marcas passaram a apostar em tecnologia para trazer um plus a mais às roupas. Benefícios que vão além das tendências e estilo. Estes avanços tecnológicos na moda do futuro auxiliam em processos mais sustentáveis, como também, em novas maneira de facilitar a vida cotidiana.

Seja com roupas multifuncionais que facilitam o dia a dia, experiências em realidade aumentada que aproximam os consumidores das marcas e, ainda, tecnologias em prol de uma cadeia têxtil mais limpa e que preserva o meio ambiente, em um caminho mais intenso para a moda consciente e também o consumo consciente.

Veja também a Moda do Amanhã, com 10 caminhos e tendências para o futuro da moda.

moda do futuro

- Continue depois da Publicidade -

Moda e tecnologia

Antes de mais nada, não há como negar: a tecnologia está presente na moda do futuro, especialmente em inovações têxteis. Destaque para a chamada nanotecnologia, que permite a criação de tecidos não só mais finos e macios, mas com funcionalidades que vão do conforto térmico até proteção ultravioleta ou antiviral.

Acompanhe 7 inovações da moda do futuro que surpreendem tanto pelo uso da tecnologia quanto pela criatividade – e que mais parecem um episódio de Black Mirror.

1. Filtros de realidade aumentada

A multimarcas escandinava Carlings lançou em 2019 uma coleção de roupas digitais com filtros de realidade aumentada no Instagram. A camiseta Last Statement vem com logotipo com design que pode ser modificado pelos clientes usando um filtro AR ao apontar a câmera do celular para a rede social da marca.

2. Jeans rastreável

Recentemente, a Tommy Hilfiger anunciou que até 2021 todos os processos de design, do desenho até o showroom da marca, serão realizados em forma 3D.  Assim, na prática, a maioria das roupas será totalmente digital até que apareça na passarela ou seja vendida. Além disso, há alguns anos, a grife inovou ao anunciar um jeans rastreável por meio de bluetooth e com chip inteligente.

Veja também nosso especial de Prototipagem 3D na moda, roupas digitais, que em resumo pretendem trazer mais tecnologia em prol da sustentabilidade.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

3. Jaqueta smart

Em 2019, a Levi´s lançou em parceria com o Google uma jaqueta smart com tecido condutor para funcionalidades que podem ser mapeadas para que uma pessoa use o smartphone sem sequer tirá-lo do bolso. Desse modo, com a peça, é possível controlar playlists, notificações de compromissos e muito mais. Á venda nos Estados Unidos, a jaqueta não sai por menos de mil reais.

4. Roupa com colágeno

É possível incorporar colágeno nas roupas para deixar a pele com mais firmeza? A marca Buki, de Seattle, nos Estados Unidos, diz que sim. “O colágeno marinho de origem sustentável retransmite a umidade à sua pele, deixando-a mais macia e hidratada. Além disso, fornece proteção solar do UPF50 +”, diz a marca. O colágeno agregado às fibras do tecido, contudo,  não sai com as lavagens.  Entre as opções, estão blusas, calças, robe e até máscara de dormir.

5. Tecidos de esterco

Já a empreendedora holandesa Jalila Essaidi desenvolveu um tecido biodegradável à  base de cocô de vaca. A startup Mestic criou uma tecnologia de reciclagem química que consegue transformar esterco em roupas mais sustentáveis.

Veja ainda: Economia Afetiva com foco no propósito e jeans ecológico.

6. Tênis inteligente

Em 2019, a Nike lançou um tênis inteligente que se adapta automaticamente aos pés. O Nike Adapt BB. Com inspiração nos jogadores de basquete, o acessório consegue se comunicar com smartphone via bluetooth para detectar a tensão necessária aos pés e ajustar automaticamente os cadarços para mantê-los confortáveis. Na internet, não faltam críticas ao modelo, que foi um passo à frente na busca pelo tênis ideal dos atletas.

Confira ainda 7 tendências da moda pós-pandemia.

aqui moda do futuro com detalhe de máquina costurando
Fotos: Reprodução/Pinterest/Instagram

7. Couro biofabricado

Por última, a empresa norte-americana Modern Meadow fez o primeiro couro biofabricado do mundo. Conhecido como Zoa, o material não é de origem animal. Entre os benefícios, está um couro mais sustentável, que não causa desperdício e é mais consistente para ser usado tanto na indústria da moda quanto de móveis, automotiva, entre outras.

Agora, para ficar antenado com as últimas tendências da moda:  Semana de Alta costura de Paris e Milano Digital Fashion Week 2020 com 3 tendências para 2021, masculino e feminino e por fim a Semanas de Moda Digitais em 5 desfiles virtuais que deram o que falar.

 

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes