De acordo com as escrituras sagradas do hinduísmo, o corpo humano possui sete chakras principais que estão ligados aos nossos órgãos e sentimentos. A palavra chakra, em sânscrito, significa círculo ou roda, e eles são considerados centros que absorvem energia, distribuem para o restante do corpo e, enfim, a liberam.

Dessa forma, os chakras refletem questões físicas e emocionais e podem estar abertos – em equilíbrio – ou fechados – em desequilíbrio. Ademais, confira abaixo quais são os sete chakras e como você pode alinhá-los.

Onde os 7 chakras atuam?

Sete chakras
Fonte: Pixabay

Cada chakra possui uma cor e partes do corpo com as quais ele se relaciona. Entenda um pouco mais:

Fonte: Pixabay

Básico (Muladhara): representado pela cor vermelha, o chakra básico está localizado nos membros inferiores e na base da coluna. Ele trabalha o nosso lado mais “pé no chão”, a nossa coragem e as nossas ações.

Fonte: Pixabay

Esplênico (Svadhisthana)representado pela cor laranja e fica quatro dedos abaixo do umbigo, o chakra esplênico trabalha a nossa disposição, sociabilidade e energia vital.

Dessa forma, para as mulheres, ele está perto dos ovários, e para os homens, perto dos testículos. Ou seja, o chakra esplênico está ligado à sexualidade e toda energia envolvida nisso.

Fonte: Pixabay

Plexo Solar (Manipura): representado pela cor amarela, esse chakra se encontra no meio do estômago. Desse modo, está ligado ao sistema digestivo, fígado, baço, pâncreas e vesícula, sendo muito importante para o controle emocional.

Fonte: Pixabay

Cardíaco (Anahata): é representado pela cor verde e fica no meio do peito, estando conectado com o coração e o pulmão. Como resultado, ele trabalha o emocional, a culpa e o perdão.

Fonte: Pixabay

Laríngeo (Vishuddaha)representado pela cor azul, esse chakra está na garganta. Por isso, ele trabalha a comunicação e o autoconhecimento.

Fonte: Pixabay

Frontal (Ajna): é representado pela cor índigo e se encontra bem no meio da testa. Ele trabalha a clarividência e a intuição.

Fonte: Pixabay

Coronário (Sahasrara): por fim, representado pela cor violeta, o chakra coronário está localizado no alto da cabeça. Ele trabalha a conexão com o espiritual e com o que consideramos divino.

Assim, o sétimo chakra está conectado com a glândual pineal, que produz melatonina e serotonina, além de estar ligado à espiritualidade.

Qual o significado de cada chakra?

Sete chakras
Fonte: Pixabay

Cada um dos sete chakras principais possui um significado específico. Como vimos acima, eles estão relacionados a uma parte do corpo. Ou seja, para entender o que eles significam, basta lembrar onde eles estão.

Para começar, o chakra básico, que está no começo da sua coluna, significa sua base, sua força e suas ações. Quando ele está desalinhado, é porque você deve estar muito parado, sem expectativas ou planos.

O mesmo ocorre com o chakra esplênico, quando você não está de bem com a sua sexualidade e seus prazeres. E com o plexo solar quando sua autoestima está baixa ou quando você está com ansiedade. Aliás, é por isso que o estômago pode doer em situações de estresse.

Além disso, é comum somatizarmos, isto é, por meio de pensamentos e do estado emocional, o corpo físico manifesta dores e doenças. Então, quando estamos desalinhados com os sentimentos que os chakras representam, sentimos dor nos lugares em que eles estão.

Sendo assim, pode acontecer de sentirmos dor de garganta, onde está o chakra laríngeo, quando deixamos de dizer algo. Ou dor no peito e angústia, onde está o chakra cardíaco, quando estamos mal emocionalmente.

Semelhantemente, sentimos dor de cabeça quando os chakras frontal ou coronário estão desalinhados e não nos conectamos com nossa intuição ou deixamos de lado nossa busca pelo bem-estar.

  • Leia ainda mais Alongamento melhora a postura e reduz o estresse

Como ativar os sete chakras?

Sete chakras
Fonte: Pixabay

Você pode sentir um certo desconforto em alguns chakras, contudo, também é possível usar um pêndulo para medi-los em uma sessão de cromoterapia. Nela, seus chakras podem estar de três formas:

  • Abertos: quando recebem e distribuem energia normalmente e em harmonia;
  • Fechados: quando estão incapazes de receber ou retransmitir energia.
  • Invertidos: quando recebem ou transmitem energia contrária do seu objetivo, como por exemplo o chakra cardíaco liberando raiva em excesso.

Em seguida, veja como ativar os sete chakras:

Básico: trabalhar a ação e traçar objetivos. Isso não é a coisa mais fácil do mundo, por isso, tente trabalhar seus medos aos poucos e se conecte mais com a natureza.

Esplênico: buscar conhecer mais seu próprio corpo, procurar mais sobre tantra e ir em busca do que lhe traz prazer.

Plexo Solar: trabalhar a aceitação e a autoestima. Além disso, caminhar sob o sol e repor vitamina D também podem te ajudar.

Cardíaco: perdoar o passado para se livrar da culpa e da raiva que causam angústia. Inclusive, meditar, trabalhar o amor-próprio e fazer um ritual de autocuidado auxiliam na hora de alinhar esse chakra.

Laríngeo: falar o que está travado na garganta. Entretanto, caso não seja possível, procure organizar as ideias em um papel e ouvir mais também.

Frontal: trabalhar intuição e mediunidade. Além disso, busque meditar pensando em imagens que lhe tragam paz. Um boa dica é colocar algumas folhas de louro na fronha do travesseiro para ter sonhos mais lúcidos.

Coronário: praticar o desapego material e se conectar mais com a sua espiritualidade. Ademais, procure consumir vitamina B e praticar algum exercício físico para liberar serotonina, hormônio ligado à glândula pineal que está conectado com esse chakra.

  • Leia ainda mais Espaço zen: como criar um cantinho para meditar em casa

Conclusão

A fim de alinhar os sete chakras principais do corpo humano, busque perceber o que está acontecendo com o seu corpo e mente. Do mesmo modo, compreenda o que você faz ou deixa de fazer. Se você deixa de lado seus desejos e sexualidade ou guarda muita raiva e culpa, por exemplo.

Por fim, além da cromoterapia, do reiki e da terapia convencional, lembre-se desses pequenos passos que você pode dar no dia a dia para deixar seus chakras bem alinhados.

  • Por fim, leia ainda Ansiedade: 6 formas para reduzi-la de forma natural