Câncer do colo do útero: não ignore esses sinais silenciosos que se apoderaram de Fátima Bernardes

Jornalista se junta a mais de 56 mil mulheres que são diagnosticadas com câncer do colo do útero todos os anos, por isso, não ignore essas informações.

- Continue depois da Publicidade -

O câncer do colo do útero é silencioso, por isso normalmente não apresenta os primeiros sintomas. Dessa forma, só é possível identificá-lo, como grande parte dos casos já registrados, através do exame de Papanicolau ou quando o câncer já estiver em estado avançado.

No entanto, esses sintomas podem surgir e de certa forma uma mulher pode facilmente detectá-los. Por essa razão, o mais importante é que todas frequentem as consultas ginecológicas e realizem o tratamento precoce, caso seja indicado.

 

Imagem representativa câncer do colo do útero.
Câncer do colo do útero – Fonte: Reprodução

- Continue depois da Publicidade -

Sinais de câncer do colo do útero

 

Contate seu ginecologista, o quanto antes,  caso esses sintomas de câncer do colo do útero sejam detectados em seu dia a dia.

 

- Continue depois da Publicidade -

  • Sangramento vaginal fora da menstruação e sem causa aparente;
  • Corrimento vaginal alterado, com coloração marrom ou mau cheiro, por exemplo;
  • Dor pélvica ou abdominal constante, que piora no uso do banheiro ou durante as relações sexuais;
  • Sensação de pressão no fundo da barriga;
  • Frequente vontade de urinar, até durante a noite;
  • Perda rápida de peso, sem a intenção.

 

Você sabia que o alho é um poderoso alimento que ajuda a combater inflamações no corpo e também ajuda no combate a prevenir doenças como o câncer? Saiba mais em Benefícios do Alho – Dicas para desintoxicar e aumentar a imunidade. Outro alimento que também combate inflamações e tem muitos benefícios para saúde é o açafrão-da-terra, a cúrcuma, como também é conhecida.

Mulher sentindo dores na barriga.
Dores abdominais – Fonte: Reprodução

 

- Continue depois da Publicidade -

Nos casos mais graves, onde a mulher apresenta uma fase mais avançada, sintomas como estes podem surgir:

  • Cansaço excessivo;
  • Inchaço e dor nas pernas;
  • Perdas involuntárias de defecar ou urinar.

Apesar de estes sintomas serem constatados em pessoas com câncer do colo do útero, é comum encontrá-los em pessoas que tenham candidíase ou infecção vaginal, dessa forma não se relacionando com a doença. Portanto, somente, um ginecologista pode informar um diagnóstico preciso.

 

  • Enquanto isso, confira: Ana Hickmann enfrenta câncer na família e seu esposo faz desabafo em vídeo.

 

O que fazer em caso de suspeita

 

Mulher consultando.
Consulta médica – Fonte: Reprodução

 

Você também pode gostar!

Quando surgir esses sintomas do câncer do colo do útero, dirija-se até um ginecologista, para que exames como o Papanicolau ou colposcopia com biópsia do tecido do útero sejam realizados, para, então, detectar as células cancerígenas.

Lembre-se: o Papanicolau deve ser realizado por três anos consecutivos, sendo uma vez a cada ano, no entanto, se acaso não houver alterações, o mesmo pode ser feito a cada três anos.

 

Quais pessoas possuem mais riscos de ter o câncer do colo do útero

 

Este câncer é mais frequente em mulheres com doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia e clamídia, também em quem possui infecção HPV e quem já teve múltiplos parceiros sexuais.

 

Objeto de plástico: Útero com câncer.
Útero com câncer – Fonte: Reprodução

 

Atenção mulheres que utilizam anticoncepcionais via oral: o uso deste medicamento por anos pode apresentar maior risco de câncer. Sendo que, quanto maior o tempo de uso, maior também será o risco da doença.

 

  • Enquanto isso, confira imagens do marido de Ana Hickmann fazendo tratamento para não perder a vida para o câncer.

 

Tratamento

 

O tratamento para o câncer do colo do útero varia do estágio em que o tumor se encontra. No entanto, confira abaixo as principais opções:

 

Pasta medica com tratamento de câncer.
Tratamento de câncer – Fonte: Reprodução

 

Conização: técnica que retira pequena parte do colo do útero em formato de cone.

Histerectomia: principal técnica indicada para fases iniciais do câncer, bem como mais avançadas. Existem duas maneiras, a total e a radical. A total remove apenas o útero e o colo do útero, já a radical remove o útero, o colo e parte superior da vagina, que possa estar afetada pelo câncer.

Traquelectomia: remoção do colo do útero e terço superior da vagina, que deixa o útero intacto permitindo que a mulher gere filhos.

Exenteração pélvica: mais indicada para casos em que o câncer volta e afeta outras regiões. Nesta técnica, podem ser removidos o útero, colo do útero, gânglios da pélvis e também órgãos como os ovários, trompas, vagina, bexiga e parte do intestino.

Radioterapia e Quimioterapia: indicado tanto para antes, como para depois dos tratamentos cirúrgicos.

Tais informações reproduzidas aqui são da ginecologista Sheila Sedicias, do site Tua Saúde. Por fim, lembramos que seu comentário e o seu compartilhamento, é muito importante para nós. Por isso, não deixe de deixar o seu. Nós nos dedicamos em passar as melhores notícias do dia para você, sendo assim não perca mais nada, basta se inscrever em nosso ‘blog’ e também conferir nosso canal de Saúde.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também