Tudo sobre transição capilar – Como passar por essa fase + dicas

Transição capilar é autodescoberta, mas têm desafios. Saiba como enfrentá-los, com dicas, penteados e cuidados durante o processo.

1.646

A transição capilar têm se tornado um assunto cada vez mais comentado.  Você provavelmente está acompanhando a transição de pessoas conhecidas, e despertando a curiosidade em saber mais sobre seu cabelo natural. Mas com isso, inúmeras dúvidas surgem.

Antes de mais nada, alertamos que o processo é um desafio a ser vencido, pois não é fácil. Entretanto, quando possuímos acesso a informação, recebemos dicas e apoio, a transição capilar passa a ser algo incrível e libertador!

Pois, encontrar seu cabelo natural, trata acima de tudo,  da sua própria descoberta, abrindo questões como quem é você de fato? E se estivesse livre dos estereótipos da sociedade? Qual seria seu cabelo? E o que realmente é bonito pra você?

Definitivamente, é um processo de descoberta de si mesmo, em diferentes aspectos: o que mais realmente você gosta? O que mais precisa ser aceitar e compreendido em você? Desta forma, propomos o desafio.
No artigo de transição capilar das famosas, além de fotos com antes e depois, abordamos também o  emocionante depoimento de professora que passou pela transição e acabou se descobrindo mais bonita.

O que é uma transição capilar?

Antes de mais nada, a transição capilar é um processo em que a pessoa abandona os procedimentos químicos de alisamento e busca o retorno de seus cabelos naturais. Ou seja, a texturização, elasticidade e acabamento dos fios sem qualquer influência externa.

Conheça mais termos técnicas de cacheadas que passaram pela transição:

Por que passar pela transição capilar?

aqui Mulher insatisfeita com seu cabelo
Foto/Freepik

Além da autodescoberta e aceitação, existem vários fatores, alguns até mesmos pessoais, como a praticidade. Entretanto, ao olhar para a saúde dos fios, é nítido a qualidade e saúde das madeixas naturais.

Outro aspecto importante, é que muitas mulheres depois de anos de química, tiveram seu cabelo praticamente destruído, passando desta forma, por queda, perda de densidade dos fios, cabelo quebradiço, entre outros desequilíbrios,  incluindo alergias e disfunções também no couro cabeludo, como a caspa.

Alertamos também, para o aumento dos índices do câncer de pele no couro cabeludo, muitas vezes, entre outros fatores, ocasionado pelo uso excessivo de substâncias químicas como o formol, que ainda é o principal agente das fórmulas de alisamentos feitas no Brasil.

Entenda a relação entre a estrutura capilar, os procedimentos químicos e a saúde dos fios

Agora vamos entender a estrutura de nossos fios. Eles são constituídos por três partes, sendo a cutícula, córtex e medula.

Já aqui desenho da estrutura capilar
Foto/Bellkey

A cutícula é responsável pela proteção do cabelo. Para pigmentar ou realizar um procedimento químico, por exemplo, é necessário dilatar a cutícula para que o tratamento possa entrar. Após isso, você realiza a selagem da cutícula.

Por isso, cabelos que realizam muitos procedimentos químicos, acabam retirando toda a cutícula e proteção desses fios, como consequência, passam a ter cabelos porosos e dificuldade em tratá-los ou pigmentá-los. Essa é uma boa razão para buscar a transição capilar!

No vídeo a seguir, você entende mais sobre a estrutura capilar e suas partes técnicas:

 

A aceitação e libertação de estereótipos

Por longos anos, o padrão de beleza possuía os fios lisos como cabelos exaltados, principalmente através da mídia. Com isso, homens e mulheres que possuíam os fios com curvatura, modificavam a estrutura dos fios para serem aceitos e bem vistos na sociedade.

Veja também nosso especial de cabelos brancos com fotos, dicas para assumir, corte e cuidados.

Beleza padrão anos 60 cabelos alisados
Foto/Blue Bus

A desconstrução de estereótipos vem acontecendo fortemente na última década, principalmente com as redes sociais. Conhecer suas origens e buscar autoaceitação é uma excelente razão para passar pela transição.

Veja também Cabelo Cacheado – Morena iluminada, o tom da vez!

Evento L'oréal Paris com famosas cacheadas
Foto/Loreal

 

A transição capilar das famosas

Como pessoas públicas de forte influência, desde os primórdios da mídia, as famosas sempre desempenharam um papel importante na vida das mulheres. Assim, a transição capilar de cantoras e atrizes, como Juliana Paes, Iza, Maísa com diferentes públicos, têm inspirado muitas.

Veja mais em: Transição capilar das famosas – Com antes e depois, desafios, dicas e fotos e o O cabelo de Ludmilla  com  segredos, mudanças e a transição capilar da cantora.

Você também pode gostar!

O tema também já é visto nas telonas e produções cinematográfica falam sobre esse processo de aceitação, como por exemplo o filme ‘Felicidade Por Um Fio’, lançado em 2018. Confira o trailer:

 

 

Como começar uma transição?

Logo após ter o desejo e aceitar o desafio, é importante ter consciência que o processo não é fácil e , infelizmente, muitas pessoas desistem no caminho. Isso acontece porque a transição capilar exige um período longo, uma vez que é necessário o crescimento dos fios para realizar o famoso ‘big chop‘, o corte que elimina as parte quimicamente alisada.

Veja fotos com antes, durante e depois da transição capilar.

Big chop cabelo ondulado
Foto/Reprodução

Para começar, não utilize mais nenhuma química e deixe os fios crescerem!

Big chop e transição capilar
Foto/Faithincurls
Big chop de cabelo ondulado
Foto/Pinterest

 

Como disfarçar o cabelo durante a transição capilar?

Os penteados, são uma ótima dica que vai ajudá-la a passar pela transição capilar de forma mais rápida e estilosa. Assim, um dia você fica com os cabelos soltos, em outro dia, você pode usar um coque, no outro lenço e quando menos esperar, estará linda e harmonizada com seus cabelos naturais.

Desta forma, separamos alguns vídeos com dicas de penteados:

8 PENTEADOS PARA QUEM ESTÁ NA TRANSIÇÃO CAPILAR – OS PENTEADOS MAIS FÁCEIS QUE VOCÊ VAI VER HOJE!

6 PENTEADOS para quem está TRANSIÇÃO CAPILAR! | por Ana Lídia Lopes

Penteados para Transição Capilar | Ludmila Reis

Quanto tempo demora o processo de transição capilar?

Não há uma data exata, principalmente porque cada cabelo possuí um crescimento diferente. Porém, o crescimento capilar médio equivale a aproximadamente 1 cm por mês, sendo assim, a transição não durará menos de um ano. Especialistas também podem ajudar com produtos para crescimento.

Conheça também a Biotina, e saiba como usar essa vitamina para o cabelo crescer mais rápido.

Morena com cachos iluminados
Foto/Peexels

 

Como fazer a transição capilar mais rápido?

Não há passe de mágica ou milagres. O processo é de muita persistência, resistência e coragem, mas existem dicas que podem facilitar e acelerar a transição.

 

Fios fortes aceleram o crescimento capilar

Se tem algo que o cabelo ama, é vitamina. Existem diversas receitas caseiras e naturais que podem recuperar a saúde de seus fios e acelerar ainda mais o crescimento deles.

 

Vá cortando os fios

Outra questão a ser considerada é o tamanho do cabelo que deseja realizar o ‘big chop’, o corte dos fios quimicamente alisados. Caso você deseje arriscar para cortes bem curtinhos, essa é uma boa hora!

Agora veja uma seleção com cortes de cabelos curtos e cortes de cabelos médios para inspirar.

Tente não fazer chapinha ou escova

“Posso fazer chapinha durante a transição?” Poder até pode e muitas meninas optam por esse caminho para facilitar a transição. No entanto não dá para ignorar os efeitos do calor da chapinha atrapalham o crescimento, uma vez que seu fio fica mais fragilizado com e quebradiços.

 

 

Faça um cronograma capilar

Para acompanhar a restauração dos fios, vale a pena criar um cronograma capilar e realizar toda a restauração necessária para esse crescimento acontecer de forma saudável. Você poderá fazer desde a nutrição, como também a hidratação e umectação desses fios ao longo das semanas. Aprenda ainda, como lavar os cabelos corretamente.

Veja também Hidratação para cabelo cacheado – Aprenda como escolher a melhor.

 

 

você pode gostar também