Kombucha – Descubra os benefícios da bebida probiótica natural

Rica em antioxidantes e substâncias probióticas, essa bebida é uma alternativa natural aos refrigerantes e drinks adoçados.

2.508

- Continue depois da Publicidade -

Você já ouviu falar em kombucha? Nos últimos anos, a bebida virou uma febre entre os entusiastas da alimentação saudável e dos alimentos curativos. De origem oriental, ela é feita à partir da fermentação do chá (verde ou preto) com açúcar e uma colônia mãe, o chamado scoby. Continue lendo para descobrir tudo:

  • Depois, veja também O que é Ayurveda, o sistema mais antigo de Medicina. Terapia milenar indiana que ajuda a trazer um corpo mais equilibrado, além de fortalecer a imunidade e até ajudar a emagrecer.

O que é kombucha?

Para começar, trata-se de uma bebida fermentada que tem sido consumida há milhares de anos. O primeiro relato de kombucha vem da China, durante a Dinastia Qin, por volta de 221 a.C. Aliás, até mesmo na Bíblia há menções da bebida e de seu gosto residual de “vinagre”.

O Kombuchá contém probióticos, ou seja, “bactérias do bem”. Esses microrganismos são conhecidos por melhorar a saúde intestinal e contribuir para o bom funcionamento digestivo.

 

o que é kombucha
Imagem: Reprodução / Healthy Food Guide

 

Seu preparo se dá a partir da adição de cepas específicas de bactérias fermentadoras e açúcar ao chá preto ou verde. Depois disso, a bebida fermenta por 1 semana ou mais e pode, ainda, ganhar uma segunda fermentação para adicionar sabores naturais.

Durante esse processo, as bactérias e o fermento formam uma película semelhante a um cogumelo na superfície do líquido. É por isso que também chamam o kombucha de “chá de cogumelos”.

Esta bolha é uma colônia simbiótica viva de bactérias e leveduras, conhecido como scoby,  que pode ser usada para fermentar um novo kombucha.

  • Confira ainda Chá de hibisco é diurético e redutor de medidas. Aprenda como preparar!

Benefícios para a saúde

Em primeiro lugar, vale ressaltar que trata-se de uma opção naturalmente gaseificada e, portanto, excelente para substituir refrigerantes e outras bebidas adoçadas. Ademais, outros benefícios do kombucha conquistam cada vez mais adeptos ao redor do mundo.

 

1. Kombucha contém antioxidantes

Os antioxidantes são substâncias que lutam contra os radicais livres, moléculas reativas que podem danificar suas células. Aliás, muitos cientistas acreditam que as versões naturais dessas substâncias são ainda mais eficientes para a saúde do que aquelas em forma de suplementos.

O kombucha, especialmente quando feito com chá verde, parece ter efeitos antioxidantes no fígado. Por isso, estudos em ratos constatam que ingerir a bebida regularmente reduz a toxicidade hepática causada por produtos químicos tóxicos, em alguns casos em pelo menos 70%.

Contudo, cabe ressaltar que as evidências são preliminares e ainda é preciso avaliar se os mesmos efeitos se repetem em humanos.

 

bebida probiotica natural
Imagem: Reprodução / Booch Craft

 

 

2. Pode eliminar bactérias nocivas do organismo

Uma das principais substâncias produzidas durante a fermentação do kombuchá é o ácido acético, que também é abundante no vinagre.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Assim como os polifenóis do chá, o ácido acético é capaz de matar muitos microorganismos potencialmente prejudiciais. De acordo com o site Healthline, evidências apontam que a bebida fermentada contém fortes propriedades antibacterianas, que atuam especialmente contra bactérias causadoras de infecção e candidíase.

 

3. Também pode auxiliar no controle da diabetes tipo 2

Um estudo em ratos diabéticos descobriu que o kombucha retardava a digestão dos carboidratos, o que reduzia, por fim, os níveis de açúcar no sangue. Ademais, a ingestão regular da bebida  também melhorou a função hepática e renal.

Uma vez que o chá verde demonstrou ser eficaz na redução dos índices de glicemia, é possível que a bebida feita a partir das suas folhas seja ainda mais benéfica.

Outro alimento que ajuda no tratamento da diabetes é a Banana Verde. A versão verde da fruta é rica em amidos resistentes e possui concentração baixa em açúcares. Com isso, ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue, regular a pressão e ainda acelerar o metabolismo. Saiba como consumir clicando no link.

4. Aliada da saúde do intestino

Algumas pesquisas sugerem que, assim como outros alimentos fermentados, a bebida é rica em probióticos. As bactérias probióticas são semelhantes às bactérias amigáveis que estão presentes no intestino.

Comer uma dieta que contém probióticos pode ajudar a melhorar a saúde geral do intestino de uma pessoa. Isso porque os probióticos podem funcionar ajudando o corpo a manter uma comunidade saudável de microorganismos, que afastam as infecções.

O Kimchi, uma iguaria coreana que emagrece e combate doenças, também é outro alimento probiótico que ajuda na saúde intestinal. Além da Pitaya, que além de ajudar o intestino,  é um antioxidante, que reforça a imunidade e ainda ajuda a combater diversas doenças.

Como adicionar kombucha na dieta?

beneficios do kombucha
Imagem: Reprodução / Unsplash

 

Agora, você deve estar se perguntando como garantir todos esses benefícios para a sua saúde. E a resposta é muito simples, pois basta ingerir de 150 ml a 200 ml da bebida diariamente para começar a observar a diferença.

Hoje em dia muitas marcas estão apostando nesse drink gasoso natural e, portanto, é muito fácil encontrar diversos sabores no mercado ou em lojas de produtos naturais.

Uma vez que o sabor original da bebida nem sempre agrada, o ideal é iniciar experimentando as versões com frutas, pois são mais docinhas.

Embora a receita leve açúcar, cabe lembrar que as bactérias que fermentam o chá digerem o ingrediente por completo. Portanto, o drink final contém um pouco de álcool gerado naturalmente durante o processo de fermentação, mas nada muito forte.

 

Cuidados e contraindicações

Os profissionais de saúde recomendam a ingestão de kombucha de boa qualidade. Sendo assim, para quem deseja experimentar fazer em casa, é necessário seguir um protocolo rigoroso de higiene e armazenamento para evitar a contaminação.

Ademais, lactantes e gestantes devem evitar o consumo pois ele pode ter efeito laxante para o bebê. Pacientes diabéticos, hemofílicos, hipertensos e sensíveis ao álcool devem conversar com um profissional de saúde antes de introduzir a bebida na rotina alimentar.

E, para finalizar, cuidado com os exageros. Afinal, mesmo quando falamos de alimentação saudável, é importante seguir uma dieta balanceada e isso inclui a moderação.

Por fim, veja também Ora-pro-nobis: planta rica em proteínas que você precisa conhecer. Rica em proteínas e vitaminas, oferece ainda muitos benefícios à saúde de quem a consome. Saiba tudo!

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também