mulher com cólica menstrual usando pijama e deitada no sofá

10 dicas para aliviar sua cólica menstrual

Conheça técnicas e truque infalíveis para diminuir a cólica menstrual e garantir uma melhor qualidade de vida nesse período

Compartilhe

Mensalmente, milhões de mulheres passam por um período que pode causar desconforto: a menstruação. Além da variação dos níveis hormonais e o início inesperado do ciclo, há também a famosa e temida cólica menstrual. 

Marcada por dores fortes, incômodas e persistentes, a cólica é percebida na altura do ventre e na região pélvica. Para passar por esse período da forma mais tranquila possível, vale a pena conhecer algumas técnicas que podem aliviá-la.

Como aliviar a cólica menstrual?

Se você não é do tipo que gosta de tomar remédio, provavelmente está em busca de métodos alternativos para aliviar sua cólica menstrual. 

mulher sentada no sofá em posição fetal com dor de barriga, como aliviar cólica menstrual
Fonte: Polina Zimmerman/Pexels

Assim, listamos 10 dicas infalíveis para diminuir o incômodo e os sintomas. Além disso, quanto mais alternativas você conseguir combinar, mais rápido será o alívio e menos cólicas você terá ao longo dos meses. 

1. Tome chá 

Parece conselho de vó, não é mesmo? Mas realmente funciona! Existem diversos chás que ajudam na diminuição da cólica menstrual. 

Entretanto, é preciso ter cuidado com a escolha. Os relaxantes são os melhores para diminuir a pressão muscular e reduzir a dor local. Como resultado, aposte no chá de camomila, alecrim, orégano, capim-limão ou erva-cidreira.

As bebidas mais energéticas, como o chá mate e até o café, podem criar o efeito reverso e acabar piorando o problema. 

Além disso, não se esqueça de tomar cuidado ao adoçar a infusão. Afinal, o açúcar também é prejudicial à saúde e aumenta a cólica menstrual. Porém, falaremos sobre esse assunto mais adiante. 

2. Aplique bolsa de água quente

Outro método bastante tradicional e que passa por gerações é o uso da bolsa de água quente sobre o ventre. A alta temperatura, quando aplicada no local da dor, ajuda a relaxar a musculatura.

Mulher com cólica menstrual usando bolsa de água quente.
Fonte: Canva

Portanto, no caso da cólica menstrual, o ideal é posicionar a bolsa na região mais baixa do abdômen.

3. Pratique exercício físico

Embora muitas mulheres tenham indisposição e dificuldade para praticar exercícios durante a menstruação, a atividade física oferece uma série de benefícios. 

Um deles é a liberação da endorfina, conhecida como o hormônio do bem-estar. Ela diminui a tensão corporal, a ansiedade e a depressão e libera o sentimento de felicidade e satisfação. 

Portanto, após uma caminhada, passeio de bicicleta ou um alongamento, é muito provável que sua cólica esteja bem menor. 

4. Faça massagem

A massagem é uma técnica milenar para aliviar a cólica menstrual. Isso porque ela melhora a circulação sanguínea e diminui a dor. 

Por meio da reflexologia, também é possível aliviar os sintomas estimulando outras regiões que não sejam a do abdômen e do ventre, como os pés, por exemplo. 

Além disso, se você costuma ter cólicas mensalmente, vale a pena fechar um pacote com uma massoterapeuta. Afinal, a prática constante de massagens poderá aliviar as dores do próximo ciclo. 

5. Aposte em tratamentos da medicina oriental, como a cura prânica

A cura prânica é uma técnica muito antiga que usa a energia do corpo como forma de cura, e essa energia recebe o nome de prana.

Segundo os estudiosos orientais, as doenças são causas pelo acúmulo de energia estagnada no corpo. Portanto, uma opção para aliviar a cólica é fazer um curso de MCKS Cura Prânica.

“Nos cursos você aprende de onde essa energia vem, como retirar energia suja do corpo e como colocar energia limpa no lugar. Com isso o corpo consegue se recuperar numa velocidade muito mais rápida que o estamos acostumados, em alguns casos chegando a ser instantâneo”, explicam especialistas da Uni Prana.

Mulher com as mãos estendidas e pele arrepiada.
Fonte: Uni Prana

Por outro lado, é importante destacar que esse método acelera a resposta do corpo, fazendo com que a cura seja feita de forma muito mais rápida. Porém, a cura prânica não substitui os métodos de tratamento adicionais. Desta forma, trata-se de um complemento!

Um estudo internacional desenvolvido por Josie P. Jones apontou que ao expor 10 células à cura prânica antes de serem expostas à radiação, apenas uma morreu. Sem o tratamento oriental, metade das células não sobreviveram.

6. Tenha uma alimentação equilibrada

Manter uma alimentação saudável e equilibrada durante o mês inteiro é capaz de oferecer uma série de benefícios à saúde que vão além do alívio da cólica menstrual. 

Mulher sem cólica menstrual comendo salada.
Fonte: Canva

Porém, especificamente durante esse período, é válido incluir alimentos anti-inflamatórios no cardápio a fim de promover o relaxamento muscular. 

Algumas opções de alimentos anti-inflamatórios são: banana, abobrinha, aveia, salmão, soja, entre outros. 

7. Evite alimentos gordurosos

Por outro lado, o consumo de alimentos gordurosos pode ser um dos principais agravadores da cólica menstrual. Isso porque a gordura e o açúcar causam pequenas inflamações do corpo, fazendo que seu sistema funcione de uma forma mais lenta. 

Além disso, as frituras também prejudicam o bom funcionamento do organismo como um todo. Portanto, é melhor evitá-las ao máximo!

8. Distancie-se de situações estressantes

Uma mente tranquila é essencial para passar pela menstruação de maneira plena e calma. Sendo assim, fugir de situações que causam ansiedade é essencial pata a manutenção da saúde mental.

Afinal, além do corpo, a mente também merece atenção quando o assunto é saúde. Algumas técnicas para aliviar o estresse é usar a técnica de meditação plena ou praticar seu hobby preferido. Por exemplo, há quem escute música para relaxar e há quem prefira um bom livro para esquecer os problemas.

A ansiedade é capaz de causar tensão em todo o corpo e potencializar a dor da cólica menstrual. Por isso, ao descansar a mente, seu corpo ficará relaxado.

9. Faça acupuntura

A acupuntura é um método de tratamento alterativo muito comum na Ásia. Basicamente, consiste em fixar algumas agulhas espalhadas pelo corpo como abdômen, orelha, cabeça, entre outros. O objetivo dessa prática é liberar endorfina e reduzir as dores de uma forma geral.

Mulher fazendo acupuntura com agulhas nas costas.
Fonte: Canva

Portanto, também é uma excelente alternativa para diminuir as cólicas. Porém, ela deve ser realizada por um profissional qualificado.

10. Tome medicamento controlado

A cada dia surgem mais remédios que prometem o alívio da cólica menstrual. Entretanto, a automedicação pode ser bastante prejudicial à saúde.

Embora seja considerados como “simples” analgésicos, eles podem conter substâncias que ao invés de ajudar, acabam atrapalhando o bom funcionamento do organismo.

Para não correr esse risco, é importante consultar um médico e comprar remédios apenas com prescrição médica. Assim, o profissional conseguirá avaliar seu histórico e condições para indicar o melhor tratamento medicamento, se for o caso.

Por que temos cólica? 

Durante o ciclo menstrual há um aumento na produção de prostaglandina e, consequentemente, maiores contrações. Entretanto, é importante destacar que nem sempre o nível de dor durante esse período é considerado normal. 

Por isso, consulte um ginecologista anualmente para avaliar a saúde e as condições. Caso seja diagnosticado dores muito intensas, chamadas de dismenorreia, ela pode estar associada a algum tipo de patologia.

A mais comum no Brasil é a endometriose. Desta forma, a partir do diagnóstico, o médico poderá indicar o tratamento mais adequado para seu caso. Afinal, cada corpo funciona de um jeito. 

Mulher com roupa branca e mãos indicando cólica menstrual.
Fonte: Canva

Conclusão

Apesar de ser um problema recorrente para muitas mulheres, existem diversas alternativas que ajudam a passar por esse período de uma forma mais leve.

Assim, seguir as dicas para aliviar as cólicas menstruais é uma forma de garantir melhor qualidade de vida.

Compartilhe

Notícias em Alta

Últimas Notícias