Primeiro apartamento – 17 dicas para comprar o seu

Confira um passo a passo de como comprar seu primeiro apartamento com 17 dicas que irão te ajudar a escolher a melhor opção.

912

- Continue depois da Publicidade -

Conquistar o primeiro imóvel é um grande passo na vida de qualquer um, especialmente quando o sonho é o primeiro apartamento. Por outro lado, a falta de instruções na hora de tomar uma decisão tão importante pode transformar o sonho em um terrível pesadelo.

Depois, veja também nosso especial sobre mudança: Confira dicas para a reformaorganizar sua mudança e como organizar a casa e ainda ter tempo para cuidar da beleza .

 

Confira 17 dicas na hora de comprar seu primeiro apartamento

Por isso, para te ajudar a escolher o imóvel certo, e saber o passo a passo para não cometer nenhum erro na hora da compra, separamos 17 dicas valiosas que irão te ajudar nessa missão.

 

  • Sonha com uma varanda gourmet? Confira:  Churrasqueiras – 25 modelos dentro e fora de casa com inspirações de decoração

1. Defina o tipo de apartamento

Este é o primeiro passo em busca do tão sonhado apartamento novo. O modelo do seu primeiro apartamento deve atender suas expectativas em termos de: tamanho, número de quartos e custo. E por falar em custo, chegamos ao passo número dois.

Na sequência, defina que benefícios deseja para o edifício, como piscina, academia ou salão de festas. Esses adicionais devem estar de acordo com o seu estilo de vida ou da família.

2. Avalie suas despesas

Avaliar as despesas é o segundo e principal passo na escolha do seu primeiro apartamento. É a partir do estudo dos seus gastos mensais e da porcentagem em dinheiro que você consegue guardar, que será possível analisar qual o valor que você poderá pagar pelas parcelas.

Este estudo também mostrará em quantos meses terá a quantia necessária para dar uma boa entrada e diminuir o valor das prestações.

3. Esteja financeiramente preparado

O que muita gente que vai comprar seu primeiro apartamento não sabe é que existe uma série de “custos extras” na hora de comprar um imóvel, como por exemplo: documentação, vistoria, impostos, além dos juros caso o imóvel seja financiado.

Portanto, na hora de procurar o novo lar procure por aqueles que estejam abaixo do seu limite bancário.

 

4. Decida entre um imóvel na planta, novo ou usado

Decidir entre as três opções é um passo importante antes de criar um roteiro de pesquisa, isso porque além de diminuir o campo de busca, cada uma delas envolve um custo diferente de compra.

Pense em longo prazo, um edifício antigo, por exemplo, pode ter uma apartamento maior com um melhor custo benefício. Mas, qual a condição do prédio? Está muito deteriorado? Se precisar vender esse apartamento, ele irá se valorizar? Ou desvalorizar, devido essas condições?

Já neste outro exemplo,  um apartamento na planta, em uma região que está se desenvolvendo rapidamente, pode ser bem menor, mas pensando em um cenário futuro, ele se transformará em um melhor investimento.

Entretanto, neste quesito, temos que levar em conta, o perfil do comprador. Se devido ao estilo de vida da pessoa, espaço for essencial, então essa questão precisará ser reavaliada.

Mulher olhando notebook.

Pesquise lançamento de imóveis com novos formatos de negócios

No mercado de imóveis, existem diversos lançamentos com formatos inusitados, dentro das novas tendências de compartilhamento. Há imóveis que trazem a opção de carros compartilhados. Restaurante  no projeto, hortas para os moradores e muitas outras inovações.

Então dedique tempo para pesquisar os lançamentos. Isso ampliará sua visão de oportunidades e trará novas perspectivas do setor.

 

 

5. Crie um roteiro de pesquisa

Após cumprir os quatro primeiros passos você verá que sua busca estará bem mais refinada e que as opções de visita diminuirão. Como resultado, não será necessário sair pelas ruas caçando um apartamento aleatoriamente.

 

6. Pesquise sobre a construtora

É importante saber que comprar um apartamento na planta é sempre um risco. Apesar de mais barato, é necessário pesquisar bastante sobre a construtora em site confiáveis, ou com pessoas que já moram em um empreendimento da empresa.

Como resultado, você poderá saber se há reclamações ou qualquer outro problema durante as tratativas.

 

7. Se informe sobre o valor do condomínio

Aqui, temos uma etapa extremamente importante, já que o condomínio será uma despesa fixa e mensal e poderá apertar bastante seu orçamento.

Às vezes, achamos que encontramos o apartamento dos sonhos, mas quando descobrimos a valor do condomínio mudamos de ideia.

Verifique ainda com o síndico, se há previsto aumentos para este valor, como reformas do edifício ou outras questões que poderão onerar ainda mais as despesas para os moradores do prédio.

Avalie ainda, se benefícios como piscina, academia, salão de festas, entre outros, compensam o valor do condomínio. E quanto pagaria a parte, por esses serviços, caso não estejam inclusos.

 

Primeiro apartamento
Foto: Pexels

8. Pesquise sobre o antigo dono

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Por outro lado, se o seu primeiro apartamento for novo, pesquise sobre o antigo dono, veja se não há dívidas pendentes no imóvel ou se ele é um sujeito confiável.

Não sabe como descobrir tudo isso? Pesquise em um cartório e converse com os vizinhos, eles darão todas as informações que você precisar.

 

9. Verifique se há algum tipo de irregularidade

Este passo é muito importante para evitar futuras despesas e até mesmo problemas judiciais. Neste caso, a pessoa mais indicada para te ajudar com a investigação é um corretor de imóveis experiente.

Ele te ajudará na conferência de toda a documentação necessária e, caso ocorra alguma irregularidade, ele certamente te alertará.

Temos um exemplo, onde ao comprar um apartamento com garagem, o novo morador descobriu só na hora de guardar seu carro, que o antigo proprietário havia vendido a vaga de garagem para uma outra pessoa no prédio. Entretanto, não avisou sobre essa questão na hora da negociação.  Assim foram anos de briga, até definir que era o dono da vaga… Logo, desgastes como este, podem ser evitados com simples perguntas e pesquisas.

 

10. Leve em conta a localização

Ter um apartamento dos sonhos pode colocar em risco diversas comodidades como estar perto de mercados, farmácias e até mesmo do trabalho.

Por isso, vale a pena colocar todas as despesas na ponta do lápis para ver se compensa os gastos com transporte ou se é melhor ter um apartamento um pouco inferior mas que garanta um fácil acesso aos locais que você precisa.

Além, de avaliar o trânsito da região escolhida.  Igualmente importante, esse aspecto pode de poupar de muito estresse no dia a dia.

Assim, leve em consideração se a rua em que está localizado o imóvel, tem diversas possibilidades na hora de chegar e sair.  Como são os horários de pico? É daquele tipo que para tudo? Desta forma, vale a pena, você circular na região, nesses horários, antes de decidir pela compra.

 

mulher vendo mapa
Foto: Pexels

Veja também: Apartamento pequeno para homens – como decorar e dicas criativas para maximizar o espaço.

 

11. Conheça a vizinhança do seu primeiro apartamento

Parece insignificante, mas saber ao lado de quem você irá morar é um assunto delicado e extremamente relevante. Afinal, se você procura um lugar sossegado é preciso saber se o vizinho ouve música o dia todo ou se ele possui cinco cachorros que adoram brincar e latir, não é mesmo?

Uma dica valiosa antes de dar essa etapa como concluída, é visitar o apartamento em diferentes horários.

 

12. Estude sobre as regras do condomínio

Antes de fechar o negócio e comprar seu primeiro apartamento, converse com o síndico do condomínio e avalie as regras. Por exemplo, existem empreendimentos que não permitem animais ou que estenda roupas na varanda, estes detalhes te ajudarão a não colecionar punições.

 

13. Questione sempre que houver dúvidas

É comum que depois de uma longa conversa com o dono do apartamento ou o corretor, você chegue em casa e lembre de vários outros detalhes que esqueceu de mencionar. Neste caso, ligue novamente para questionar sobre tudo que for necessário.

Como resultado, sua compra será mais segura e você passará ainda mais confiança ao vendedor, pois está interessado nos detalhes. Essa dica também é importante para evitar algum tipo de enganação.

 

14. Saiba negociar

Antes de chegar ao valor final do seu primeiro apartamento, vale a pena negociar para ver se é possível fazer algum tipo de redução de valor, seja na entrada, na parcela ou até mesmo no número de prestações.

Tente não discutir com o vendedor ou usar da autoridade para tentar abaixar o valor, além de não o fazer, o corretor ou proprietário pode desistir da venda por pensar que você é um mal pagador.

Por outro lado, tente expor sua condição financeira e tente chegar a um valor que seja agradável e justo às duas partes.

 

15. Estude o valor das parcelas

É clichê ter que lembrar que a compra de um imóvel é um investimento que exige estabilidade financeira a longo prazo, mas é extremamente necessário.

Por exemplo, se você conseguiu juntar uma boa quantia de dinheiro capaz de dar uma entrada considerável no seu primeiro apartamento, isso não significa que daqui a 5 ou 10 anos você tenha dinheiro suficiente para pagar as parcelas.

Para evitar esse tipo de situação, estude bem o valor das parcelas e avalie os juros acrescentados de acordo com os anos. Ou seja, as vezes compensa pagar valores mais altos a curto prazo com uma taxa menor de juros.

 

16. Pense no apartamento como um investimento futuro

Por mais que seja um sonho, é preciso pensar a longo prazo também. Logo, a compra de um primeiro apartamento, consiste em um importante investimento financeiro. Assim, pense nas vantagens e desvantagens da sua escolha sob essa perspectiva. Se está, consiste ainda, em um bom investimento futuro, ou se perderá o valor com os anos.

O importante, é tentar equilibrar qualidade de vida, com um imóvel que também seja um bom investimento e que caiba dentro das suas condições. Para isto, leve em conta a região e suas oportunidades de desenvolvimento, condições do edifício, opções de transportes disponíveis, valor do condomínio.

Um exemplo: um local com muitas faculdades ou hospitais e consultórios, possui grande rotatividade de moradores. Assim, torna mais fácil e rápido, caso tenha a necessidade de vender ou alugar o apartamento.

 

17. Formalize a negociação do seu primeiro apartamento

Se você conversou pessoalmente com o corretor ou diretamente com o dono do apartamento, é muito importante formalizar toda a negociação. Então, o jeito mais simples e rápido de resolver isso é através do e-mail.

Como resultado, será uma prova segura para as duas partes caso haja algum tipo de descumprimento do acordo.

Por fim, finalize sua compra e colecione grandes momentos no seu primeiro apartamento!

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

- Continue depois da Publicidade -