Kelly Key alega ser vítima de preconceito por ser bonita…

A cantora fez um vídeo no Youtube falando que já sofreu preconceitos por sua beleza. Psicóloga analisa questão da “discriminação contra pessoas bonitas”. Saiba mais!

- Continue depois da Publicidade -

Kelly Key publicou um vídeo, em seu canal no YouTube, nesta sexta-feira (02/04). A cantora falou sobre diversas ocasiões em que foi vítima de preconceito por sua beleza.

Além disso, Kelly Key, no vídeo, falou que sua aparência acaba diminuindo o seu talento artístico. A cantora também destacou situações nas quais deixou de fazer coisas que gostaria, por ser bonita.

 

 

“Fiz 38 anos e sempre que olhava para essa idade imaginava que ia chegar totalmente segura de mim. Até sou, mas ainda tenho muitas inseguranças hoje e sobre o futuro”, disse Kelly Key no vídeo.

 

 

Em seguida, a cantora menciona que tem o corpo com muitas curvas desde a adolescência. Dessa forma, Kelly Key avaliou que passou por muitas situações onde seu talento como cantora foi questionado.

“A tendência da sociedade em criticar a mulher em ascensão, se eu sabia cantar mesmo. Fui convidada para coisas tão legais que eu neguei pela insegurança do que as pessoas diziam”, exemplificou a cantora.

 

 

Além disso, Kelly Key fez uma espécie de desabafo no vídeo. De acordo com a cantora, ela sempre se sente insegura ao falar de sua carreira, pois logo vem algo relacionado com a sua beleza.

A cantora ressaltou que há muitas críticas em relação às mulheres que gostam de se cuidar, como ela. Ou, então, que chamam atenção pelos atributos físicos.

Assim, Kelly Key disse que sempre teve receio de ser julgada por sua aparência.

“E foi uma luta muito grande minha de tentar provar algo a alguém, que eu sou mais que a imagem. Por incrível que pareça, ser bonita causa muita insegurança. Isso porque causa muito preconceito”, disse a cantora.

“As falas são muito pesadas, muito grosseiras. A gente tem que lidar com coisas muito difíceis, apesar de ter uns privilégios também”, concluiu Kelly Key, no vídeo.

 

 

 

 

Psicóloga tem outra visão sobre o “preconceito contra a beleza”

 

 

Enquanto isso, a psicóloga Francine Medeiros (CRP  07-102698), “rebate” a questão do preconceito contra pessoas bonitas.

Primeiramente, Francine explica que o conceito de beleza varia muito com a época, localidade, gostos de cada pessoa, entre outros fatores.

Além disso, a psicóloga diz que não existe, necessariamente, preconceito contra pessoas bonitas. Assim, considera que Kelly Key se expressou de maneira um pouco inadequada.

 

 

“Não considero que a cantora esteja errada. Entendo e acredito em suas inseguranças e situações onde seu trabalho foi questionado, devido à sua aparência”, avalia Francine.

 

 

Você também pode gostar!

Porém, de acordo com a psicóloga, o maior preconceito é com pessoas que não se encaixam no padrão de beleza. No caso, isso não se aplica à cantora.

Ainda, a psicóloga diz que as pessoas que estão dentro de padrões pré-estabelecidos de beleza podem, sim, ter outros atributos questionados. No entanto, preconceito não seria a palavra exata…

Isso porque, conforme Francine, o preconceito é algo que prejudica e faz a vítima sofrer muito mais.

Por exemplo, são pessoas que podem chegar ao ponto de não conseguir um emprego, de se relacionar socialmente, de desenvolver transtornos emocionais ou mentais sérios – devido não estarem dentro do padrão social da beleza.

Ainda assim, a psicóloga diz que as inseguranças das pessoas que estão dentro do padrão de beleza não devem ser ignoradas.

 

 

  • Siga o Fashion Bubbles no Google News para para saber tudo sobre os Famosos,  Moda, Beleza, Décor e muito mais. É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Vídeo dividiu opiniões…

 

 

Os internautas, então, não perderam tempo. Houve quem “deu forças” a cantora. No entanto, alguns criticaram a posição de Kelly Key. Veja:

 

 

via Youtube

 

 

 

via Youtube

 

 

Famosos que já alegaram sofrer preconceito por serem bonitos

 

 

Kelly Key não é a primeira famosa que atende aos padrões de beleza a se considerar vitima de preconceito.

Já declararam vítimas de preconceito pela aparência, por exemplo:

  • Ana Hickmann (apresentadora)
  • Grazi Massafera (atriz, miss e ex-BBB).
  • Paula Fernandes (cantora).
  • Giovanna Ewbank (atriz e modelo).
  • Paolla Oliveira (atriz).
  • Klebber Toledo (ator).
  • Carolina Dias (atriz e modelo).
  • Rômulo Neto (ator).
  • Lucas Fernandes (ex-BBB).
  • Aline Gotschalg (ex-BBB).
  • Juliana Franceschi (atriz).
  • Edu Guedes (apresentador e chefe de cozinha).

 

 

Rômulo Neto já reclamou: "Existe preconceito com pessoas bonitas"
Rômulo Neto já reclamou: “Existe preconceito com pessoas bonitas”

 

 

 

 

 

 

Com informações do Youtube, Extra e R7

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes