Cientistas criaram uma droga que mata completamente o coronavírus

Cientistas criaram uma droga que mata completamente o coronavírus

Uma equipe internacional de pesquisadores do Menzies Health Institute of Queensland (MHIQ) na Griffith University (Austrália), bem como do City of Hope Medical Center (EUA), criou uma terapia antiviral projetada para tratar a covid.

A universidade disse que a droga foi criada usando uma abordagem antiviral de “próxima geração”. Os cientistas conseguiram que a carga viral no corpo devido ao uso da terapia seja reduzida em 99,9%.

Os testes até agora foram realizados apenas em ratos. O uso da injeção permitiu melhorar a taxa de sobrevivência e a dinâmica de recuperação. Após um curso de tratamento, nenhum vírus foi encontrado nos pulmões dos camundongos.

 

O professor McMillan disse à ABC News que os cientistas ainda não identificaram o quão tarde eles poderiam tratar alguém, mas os estudos com animais foram encorajadores.

O professor Kevin Morris, co-pesquisador principal da City of Hope e da Griffith University, disse:

“Este tratamento foi desenvolvido para funcionar em todos os betacoronavírus, como o vírus SARS original (SARS-CoV-1), bem como o SARS-CoV-2 e quaisquer novas variantes que possam surgir no futuro porque tem como alvo regiões ultraconservadas no genoma do vírus.”

A pesquisa foi publicada na Molecular Therapy.

A equipe espera avançar para a próxima fase de testes até o final do ano e, se for comprovadamente eficaz, poderá ser disponibilizado comercialmente até 2022.

Outra boa notícia é que o Canadá criou uma vacina contra covid-19 com base em plantas.

 

Canadá criou uma vacina contra covid-19 com base em plantas

 

 

Uma equipe de cientistas do Canadá desenvolveu uma vacina contra covid, que consiste em partículas semelhantes a vírus de origem vegetal. O novo medicamento já passou pela primeira fase dos ensaios clínicos, relata a Nature Medicine.

Cientistas canadenses do laboratório de biologia molecular criaram a primeira vacina contra o coronavírus produzida com plantas geneticamente modificadas.

O novo produto médico é um conjunto de partículas semelhantes a vírus formadas por fragmentos do envelope do coronavírus. Os pesquisadores testaram a eficácia da droga em um grupo de 200 voluntários com idade entre 18 e 49 anos em Quebec e Montreal.

Como resultado da pesquisa, verificou-se que a nova vacina não causou efeitos colaterais graves, além da fadiga, em um dos participantes do estudo. Os cientistas continuarão testando a droga para determinar sua eficácia.

 

 

Como se proteger da infecção por Covid-19?

 

  1. Mais importante: mantenha suas mãos e superfícies limpas.
  2. Mantenha as mãos limpas, lave-as frequentemente com água e sabão.
  3. Lave sempre as mãos antes de comer.
  4. Evite o contato com uma possível fonte de infecção.
  5. Tente não tocar na boca, nariz ou olhos (geralmente esses toques são realizados por nós inconscientemente em média 15 vezes por hora);
  6. No trabalho, limpe ou trate as superfícies que você costuma tocar com panos especiais: teclado, mouse, mesa, consoles, maçanetas, etc.;
  7. Em locais lotados, aeroportos, metrôs e outros sistemas de transporte público – minimize o toque em superfícies e objetos em tais locais e não toque em seu rosto;
  8. Evite apertos de mão e beijos na bochecha até que a situação epidemiológica se estabilize.
CoronavíruscovidCOVID-19