Óleos essenciais e seus benefícios terapêuticos: saiba como e quais utilizar

Ansiedade, nervosismo, angústia, depressão e falta de sono são algumas das principais queixas em tempos de pandemia. Saiba como usar os óleos essenciais a seu favor.

1.491

O mundo e a maneira como o enxergamos mudou e, infelizmente, sentimentos como impotência, medo e  insônia são cada vez mais recorrentes. Entretanto, com a ajuda de óleos essenciais, podemos obter diversos benefícios terapêuticos e contornar essa situação da melhor maneira possível! 

Causas e consequências

A mudança brusca na rotina desperta estados de insegurança, estresse e nervosismo constantes, muitas vezes associados a leve depressão, tristeza e compulsão alimentar. Ao passo de que uma noite mal dormida pode ocasionar olheiras e indisposição no dia seguinte. 

Mas como os óleos essenciais podem nos ajudar?

Os Óleos essenciais possuem benefícios terapêuticos, por isso, é necessário aprender como funciona o organismo humano físico e emocional.

 

O Cortisol e nosso organismo

“O cortisol está diretamente relacionado com o bom funcionamento do sistema imunológico e, com o  desequilíbrio ocasionado pelo estresse no corpo, deixa todo o sistema fragilizado, possibilitando o aparecimento de doenças respiratórias, cardíacas, circulatórias, digestivas, endócrinas, entre outras.” afirma Cristiane Pagliuchi, especialista em aromaterapia e diretora científica da  World’s Natural Fragrances (WNF).

Resumidamente, o aumento de cortisol também está relacionado a perda de sono e de paciência, trazendo mais irritabilidade para todos nós. A aromaterapia vêm ganhando cada vez mais destaque no auxílio para equilibrar o organismo, pois sua utilização é terapêutica. 

Quais óleos essenciais devo utilizar?

Os óleos essenciais são extraídos de plantas aromáticas e, no mundo, existem mais de 30.000 espécies catalogadas que podem nos auxiliar no bem- estar. De acordo com Cristiane, cada gota equivale, aproximadamente, a 30 gramas de planta in natura, ou seja, aproximadamente 20 xícaras de chás.

Em seguida, a especialista elenca quais são os óleos essenciais mais indicados para o momento e como usá-los.

Para relaxar, acalmar e proporcionar paz e tranquilidade:

Sugeridos: Óleo essencial de Lavanda (Lavandula angustifólia ou officinalis) ou Lavanda Francesa ou  Óleo essencial de Erva doce (Foeniculum vulgare)

Você também pode gostar!
Fazenda de lavandas WNF

Para falta de apetite, compulsão alimentar, tristeza e depressão:

Recomendados: Óleo de Laranja Doce (Citrus aurantium dulcis), Óleo de Limão siciliano (Citrus limonum) e Óleo de Grapefruit (Citrus grandis)

Óleo essencial de Laranja Doce WNF

Para fortalecer o sistema imunológico e respiratório em geral:

Indicados: Óleo de Melaleuca/ Tea tree (Melaleuca alternofolia), Óleo de Eucalipto (Eucalyptus globulus) e também Óleo de Tomilho (Thymus vulgaris

Árvore Melaleuca alternofolia

Como aplicar da maneira correta?

Tão importante quanto saber quais os melhores óleos para cada situação, o modo de uso também garante a eficácia da aromaterapia

 

No ambiente

Use em difusores de óleos essenciais, junto com água (não pode ser inalador) : Máximo 10 ou 15 gotas para 3 horas. É possível, por exemplo, aplicar uma gota no cantinho da cama antes de dormir (no caso da lavanda e da erva doce).

Da mesma forma,  blends dos óleos essenciais citados são bem-vindos! Entretanto, tome cuidado para não ultrapassar a dosagem.

No corpo:

Primeiramente escolha uma base carreadora que pode ser de óleos vegetais, cremes ou géis. Para cada 4  ou 5 ml de óleo vegetal, misture no máximo 2 ou 3 gotas de óleo essencial. Da mesma forma, essa proporção pode ser usada com 1 colher cheia de sopa de creme neutro ou gel.

Pagliuchi complementa “Após o banho, ainda dentro do chuveiro, desligue a água e passe por todo o corpo os óleos misturados entre si, é um excelente hidratante. Recomendo que evite secar demais com a toalha para não perder as atividades dos óleos naturais.” 

 

você pode gostar também