Malha reciclada na coleção masculina Alexandre Herchcovitch no SPFW

- Continue depois da Publicidade -


Desfile masculino do estilista no SPFW usa tecido sustentável, produzido em processo de reciclagem. Cada metro fabricado elimina 480 gramas de resíduo têxtil e oito garrafas pet do meio ambiente.

Malhas sustentáveis, produzidas com resíduos da indústria têxtil e de garrafas pet, estão em destaque na coleção masculina do estilista Alexandre Herchcovitch, apresentada na terça-feira, 24 de janeiro, último dia do São Paulo Fashion Week Inverno 2012, no prédio da Bienal, em São Paulo (SP). O desfile marca o lançamento da coleção de malhas da EcoSimple, que já produzia lonas, sarjas e jeans reciclados. “É uma nova linha que estamos lançando, ampliando nossa gama de produtos sustentáveis, agora com a tecnologia de produção de malhas”, ressalta o Diretor Claudio Rocha.

Os novos tecidos, produzidos com uma tecnologia inovadora que aproveita até mesmo as cores originais dos resíduos como pigmentação, estão em calças e shorts de alfaiataria, regata e camisetas da coleção masculina. “O desfile no Fashion Rio já destacou a lona Cargo, que criamos especialmente para o estilista. Nossa expectativa é que o lançamento das malhas junto com o nome Alexandre Herchcovitch gere um impacto muito positivo, principalmente pelas características fortemente sustentáveis de nossos tecidos”, enfatiza o Diretor da EcoSimple. A lona Cargo (igual às usadas em caminhões) esteve em destaque em uma das peças da marca Herchcovitch, que abriu o Fashion Rio, no Rio de Janeiro. A parceria ocorreu pela primeira vez em 2010.

Inovação e sustentabilidade
Cada metro de tecido EcoSimple produzido elimina 480 gramas de resíduo têxtil e oito garrafas pet do meio ambiente.  Desta forma, a EcoSimple promove a conscientização sobre a necessidade de se investir em materiais desenvolvidos em sintonia com a visão de sustentabilidade.

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Os tecidos são produzidos através de um processo inovador, que começa com a coleta de sobras e aparas de indústrias têxteis. Depois, o material passa por várias etapas de reciclagem, fiação e tecimento, agregando resíduos de pet também reciclados para compor os novos tecidos. As tonalidades são obtidas através das cores originais dos resíduos reciclados, aproveitando a coloração natural das fibras em suas diversas nuances, sem uso de corantes, produtos químicos e água no processo fabril.

A EcoSimple disponibiliza diversas opções de cores e padronagens, misturando lisos, listrados e até mesmo xadrezes para o segmento de decoração, calçados, acessórios e moda. “O grande diferencial da Ecosimple é sua autonomia, possuimos todas as etapas fabris e não terceirizamos nenhum processo, podendo atender com maior agilidade os mais diferentes segmentos do mercado”, informa a diretora industrial Marisa Ferragutt.

- Continue depois da Publicidade -

A tecnologia desenvolvida já proporcionou importantes premiações à empresa, entre elas o Prêmio Planeta Casa 2010, Prêmio Idea Brasil 2011 e GreenBest 2011. Neste ano, a empresa está novamente entre os Top 10 da edição 2012 do GreenBest.

Foto de abertura: Chic
Fotos do desfile: Modaspot

Via Notícia em Dobro

- Continue depois da Publicidade -

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes