Cogumelos: benefícios e tipos do poderoso alimento

Os cogumelos são ricos em proteínas, fibras e vitaminas. Confira tudo sobre esse super alimento que vem ganhando destaque na gastronomia.

- Continue depois da Publicidade -

Os cogumelos vêm ganhando popularidade tanto na gastronomia, como em estudos sobre seu potencial medicinal. O aumento do veganismo e do vegetarianismo pode ter intensificado esse interesse.

O alimento é uma fonte de proteína para quem decide tirar a carne da dieta. Ainda que não possuam tanto deste macronutriente quanto as leguminosas, por exemplo, a sua qualidade é muito alta.

Cogumelos podem crescer em diferentes tamanhos, formas e cores. Além de proteínas, também possuem minerais, fibras e vitaminas que colaboram com o bem-estar do organismo.

Em seguida, você confere as vantagens de incluir esses fungos na sua alimentação. Conheça as variedades mais comuns e aprenda dicas para escolher e preparar!

 

Quais são os benefícios dos cogumelos?

 

- Continue depois da Publicidade -

Foto de cogumelos.
Alguns tipos de cogumelos que fazem bem pra saúde. Fonte: Pexels

 

1. Trazem saciedade e melhoram o intestino

 

- Continue depois da Publicidade -

Os cogumelos são boas fontes de fibra. A principal delas é a beta-glucana, que é capaz de ampliar a sensação de saciedade.

De acordo com estudos, consumir fibras ainda ajuda no funcionamento do intestino. Afinal, o nutriente favorece a diminuição de inchaços e combate a prisão de ventre.

 

2. Ajudam na saúde cardiovascular

 

- Continue depois da Publicidade -

Os cogumelos possuem um tipo de fibra alimentar solúvel que ajuda a diminuir o LDL. Conhecido como colesterol “ruim”, o LDL é um dos fatores de risco para os problemas cardiovasculares.

Uma vez que também contêm potássio, eles ajudam a preservar a saúde do coração. Isso porque o potássio diminui a pressão arterial, ajuda a manter o ritmo cardíaco e melhora a contração muscular.

 

3. São bons para quem tem diabetes

 

Os cogumelos possuem prebióticos. Isto é, substâncias que, quando ingeridas, colaboram com a atividade dos micro-organismos no intestino. Como resultado, o alimento controla o nível de glicose e melhora a resistência dos tecidos à insulina.

Assim, pode ser um ótimo aliado não só para aqueles que sofrem de diabetes do tipo 1 e 2, mas também para portadores de outras doenças metabólicas.

 

  • Enquanto isso, confira Mel com canela: para que serve, benefícios e como consumir

 

4. Fortalecem o sistema imunológico

 

Além disso, os cogumelos possuem selênio, que é capaz de fortalecer o sistema imunológico. Isso porque a substância ajuda na eliminação de toxinas que possam pôr em risco o bom funcionamento do organismo.

 

5. Agem no sistema nervoso e na síntese de energia

 

Cogumelos são fontes de vitaminas do complexo B, como riboflavina e niacina. Tais vitaminas cooperam com o fornecimento de energia, assim quebrando gorduras, proteínas e carboidratos. Ao mesmo tempo, possuem papel importante para o sistema nervoso e ajudam na produção de hormônios.

 

6. Possuem minerais

 

Além de selênio e potássio, os cogumelos possuem cobre e muitos outros minerais importantes. Esses minerais são essenciais para que o corpo humano funcione bem. Afinal, agem desde a produção de glóbulos vermelhos saudáveis até a proteção das células do corpo.

 

 

7. Protegem o cérebro

 

Segundo um estudo publicado no Journal of Alzheimer’s Disease, consumir cogumelos mais de duas vezes por semana reduz o risco de problemas de memória e linguagem em pessoas com mais de 60 anos.

Os pesquisadores acreditam que os antioxidantes presentes no alimento promovem esse benefício.

 

8. São fontes de vitamina D

 

O cogumelo é uma das únicas fontes de vitamina D não animal. Essa vitamina trabalha com o cálcio e o fósforo na formação de ossos fortes. Desse modo, contribui para o crescimento, fortalecendo o sistema imunológico e musculatura.

 

O poder de cura dos cogumelos

 

A fim de descobrir mais sobre o poder de cura desse alimento, assista ao documentário “Fungos Fantásticos” na Netflix.

O documentário mergulha no mundo mágico, misterioso e medicinal dos cogumelos. Afinal, mostra pelos olhos de micologistas como é a contribuição deles para a regeneração da vida na Terra. Além disso, “Fungos Fantásticos” conta quais são os cogumelos que potencializam as funções cerebrais.

Assista ao trailer abaixo:

 

 

  • Ao mesmo tempo, veja Para que serve chá de boldo: benefícios e cuidados

 

Quais são os tipos de cogumelos?

 

No Brasil, as pessoas consomem mais o champignon, o shitake, o shimeji, o Portobello e o cogumelo do Sol. Veja, em seguida, as propriedades nutricionais e características de cada um deles.

 

Champignon

 

Foto de cogumelos do tipo champignon.
O champignon tem um sabor neutro, é branco, bem carnudo e possui um “chapéu” que parece um botão. Fonte: Pexels

 

Conhecido também por cogumelo-de-paris, o champignon é o tipo mais consumido no Brasil. Ele tem um sabor neutro, é branco, bem carnudo e possui um “chapéu” que parece um botão.

Facilmente encontrado em supermercados, ele é rico em ácido fólico, potássio, sódio, selênio, cálcio, iodo, fósforo e as vitaminas B1, B2, B3, C e D.

Champignons podem ser usados em receitas com molhos, saladas, aperitivos e até na pizza. Um prato bem comum que leva o ingrediente é o estrogonofe. Há cerca de 124 kcal em cada 100 g do alimento.

 

 

Portobello

 

Foto de cogumelos do tipo portobello.
Os cogumelos portobello possuem coloração parda e textura firme. Fonte: FredsProducts

 

Comparado com o champignon, o portobello possui uma coloração parda e a textura mais firme. Seu aroma também é mais forte. Costuma ser de tamanho grande e tem um chapéu bem aberto.

O portobello pode ser recheado e assado. Aliás, é um alimento muito comum em hamburguerias, na composição de opções vegetarianas e veganas. São cerca de 34 kcal em cada 100 g.

 

  • Enquanto isso, confira Chá de mulungu: benefícios, propriedades e como preparar

 

Você também pode gostar!

- Continue depois da Publicidade -

Shimeji

 

Foto de cogumelos do tipo shimeji.
Cogumelos do tipo shimeji possuem cabeças pequenas de coloração acinzentada e apresentam os talos compridos e finos. Fonte: Pexels

 

O cogumelo shimeji possui a cabeça pequena, com tom acinzentado, e apresenta talo comprido e fino. Pode apresentar vários tons, no entanto, os mais encontrados são na cor preto e branco.

Ele tem o tamanho pequeno, um aroma marcante, textura crocante e sabor suave. Possui vitamina C, ferro, selênio e proteínas. Além de ser facilmente encontrado em supermercados e feiras, seu preço é bastante acessível.

Você pode grelhar, fritar, preparar com massas, risotos e usar no yakissoba. São cerca de 26 kcal em cada 100 g.

 

 

Shiitake

 

Foto shiitake.
Cogumelos shiitake apresentam sabor intenso, com notas amadeiradas. Fonte: HealthLine

 

O cogumelo do tipo shiitake tem uma cor mais escura, apresenta sabor amadeirado e intenso. Ele é líder de consumo no país. É fonte de proteínas, fósforo, ferro, potássio e vitaminas B, C, D e E.

Ingrediente comum de pratos como risoto, molhos, saladas, massas e pizzas. São cerca de 26 kcal em cada 100 g do alimento.

 

  • Veja também Chá de alecrim: 10 benefícios, para que serve e como preparar

 

Cogumelo do Sol

 

Foto de cogumelo do sol.
Também é conhecido por: cogumelo-de-Deus, cogumelo-da-vida e cogumelo-medicinal. Fonte: Hifas da Terra

 

Possui proteínas e fibras, sendo um cogumelo de sabor adocicado e aroma que remete às amêndoas.

O alimento é rico em minerais como potássio, manganês, fósforo, ferro e cálcio, assim como aminoácidos e vitaminas. São cerca de 140 kcal em cada 100 g de cogumelo do sol.

 

Faz mal comer cogumelos?

 

Foto de cogumelos sendo preparados.
O recomendado é consumir cogumelos vendidos em supermercados, com selo de inspeção. Fonte: Pexels

 

Existem pessoas que são alérgicas ao cogumelo. Por isso, não devem consumir esse alimento. Outro fator importante que merece atenção é a procedência do item. Sendo assim, fique atento aos selos de inspeção e ao produtor responsável na hora da compra.

É muito comum ouvir falar das espécies que possuem princípios ativos psicoativos e outros tóxicos. No entanto, hoje em dia, a maioria dos cogumelos vendidos em supermercados vem de cultivo controlado. Dessa forma, são seguros para o consumo.

Não é difícil identificar se um cogumelo é venenoso. Contudo, o ideal é evitar consumir espécies silvestres e não colher o alimento por conta própria.

 

  • Enquanto isso, confira Chá preto: benefícios, malefícios e receitas quentes e geladas

 

Como escolher cogumelos

 

Foto com shimeji e champignon.
Assim, opte por comprar os cogumelos com aparência uniforme, sem manchas e com aroma agradável. Fonte: Pexels/Pexels

 

Quando for comprar cogumelos, escolha sempre os mais frescos. Assim, lembre-se de consultar o prazo de validade na embalagem.

Um cogumelo de boa aparência importa bastante. Então, evite os quebrados, manchados ou viscosos.

Sempre cheque se há alterações, pois pode apresentar uma contaminação. Em resumo, o ideal é que os cogumelos sejam uniformes, com cheiro agradável e um pouco brilhantes.

Também há possibilidade de encontrar cogumelos desidratados com o nome de funghi secchi. Esses têm a textura preservada e boa parte dos nutrientes permanece. No entanto, elementos como açucares e minerais acabam sendo perdidos.

 

Assista, no vídeo em seguida, como hidratar cogumelos secos

 

Veja ainda um vídeo falando das propriedades do cogumelo shiitake

 

 

 

Formas de preparo

 

Foto com champignon picado.
Lembre-se de higienizar os cogumelos limpando-os bem antes do preparo. Fonte: Pexels

 

O primeiro passo é tirar o excesso de terra dos cogumelos usando um pano seco ou uma folha de papel-toalha.

Opte por não deixar o alimento de molho na água, pois eles absorvem muito os líquidos. Assim, podem ficar encharcados e até mesmo perder seus nutrientes. Conserve os cogumelos na geladeira.

É válido ressaltar que, ainda que pareçam grandes, os cogumelos murcham quando são cozidos. Portanto, lembre-se disso quando for decidir a quantidade a ser preparada.

Do mesmo modo que qualquer outro alimento, os cogumelos podem perder os nutrientes ao serem cozidos por muito tempo.

 

  • Enfim, leia Óleo de alho: Um aliado no combate à infecções virais respiratórias

 

Veja, no vídeo em seguida, como lavar, guardar e cozinhar os cogumelos

 

 

Cogumelos: conclusão

 

Em resumo, os cogumelos são bons para trazer saciedade, melhorar o intestino, ajudar na saúde cardiovascular e fortalecer o sistema imunológico.

Além disso, eles agem no sistema nervoso e na síntese de energia, protegem o cérebro e são bons para quem tem diabetes. Ainda mais, são fontes de minerais, proteínas, fibras e vitamina D.

No entanto, é necessário ficar atento às procedências do alimento. Assim, evitam-se problemas de saúde como intoxicação.

 

  • Por fim, confira Chá verde emagrece e ajuda no tratamento de doenças, diz estudo

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes