Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3-3

Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3

Na década de 1930 as conquistas não se limitavam aos direitos políticos, alguns direitos sociais também foram alcançados, como a igualdade salarial, regulamentação das jornadas de trabalho e a proibição de demissões a gestantes.

Mais elegante, a classe feminina passou a se vestir com roupas mais práticas e adequadas a sua nova posição na sociedade, abusando dos tons escuros como: cinza, preto e azul-marinho que predominaram nos tailleurs e calças compridas, a maquiagem também adequou-se a esta mulher politizada tornando-se mais acentuada com nuances avermelhadas, essas nuances transmitiram o ar de sobriedade e segurança que as mulheres precisavam transmitir para a sociedade e para se adequarem às exigências profissionais.

A década de 1930 foi constituída de mulheres conscientes, ativas, charmosas e elegantes, características inerentes à alma feminina e fundamentais ao fenômeno moda. Contudo, a guerra viria transformar a indumentária e o comportamento de uma época.

Veja as roupas e a moda dos anos 30

Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3
“Após uma década de euforia, a alegria dos “anos loucos” chegou ao fim com a crise de 1929. A queda da Bolsa de Valores de Nova York provocou uma crise econômica mundial sem precedentes. Em geral, os períodos de crises não são caracterizados por ousadias na forma de se vestir por isto um retorno ao clássico. No Brasil quem ditava a moda era a Casa Canadá no Rio de Janeiro e Madame Rosita em São Paulo (Identidade Brasileira na Moda – Anos 30)

1930s Fashion – Fashion and Design during the Depression

Irrompe a Segunda Grande Guerra, 1939 – 1945 mulheres de todas as posições sociais juntaram-se ao esforço do conflito, além de manterem suas casas, executavam o trabalho de seus maridos e dos demais parentes do sexo masculino.

Com um papel social mais atuante e a duplicação de tarefas domésticas e profissionais a moda investiu em vestimentas práticas sem muitos modismos, marcada por uma funcionalidade, sem excessos de adornos com ombros em forma quadrada e assemelhando-se ao corte das fardas, as saias com pregas finas presas com pences ou franzidas acentuavam as cinturas, as calças compridas adotaram um formato masculino com características de praticidade e o tailleur que assemelhou-se a uniformes virando um costume universal. (LAVER, p. 252).

Leia também: História da Moda em Vídeos – Saiba tudo sobre o Militarismo na Moda especial Fashion Splash

Veja as Roupas e a Moda dos Anos 40

Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3 Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3
A moda dos anos 40 assemelhando-se ao corte das fardas, as vestimentas eram práticas sem muitos modismos , marcada por uma funcionalidade. Imagem via Mega Artigos e A Evolução de um Século. Leia também: História da Moda em Vídeos – Saiba tudo sobre o Militarismo na Moda especial Fashion Splash

Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3
Atóron Moda

Women’s Fashion – 1940s

A mulher estava sobrecarregada, cumprindo seus diversos papéis sociais e políticos, portanto, exercendo parte de sua cidadania. Logo, a moda entendeu que não poderia trazer grandes criações para a classe feminina que estava excessivamente atarefada! (NERY, p. 231/232).

Após a guerra e dos vários anos vestidas em trajes masculinazados, à moda sentiu que as mulheres poderiam continuar conquistando e construindo sua cidadania sem abolir a feminilidade e com isso, um novo estilo foi lançado – com uma variedade de modelos e cores de vestidos, saias godês e balonês que ajustavam ainda mais a cintura bem como a valorização do busto. As tendências concediam as mulheres um ar sedutor e feminino na década de 50. (LAVER, p.260).

Veja as roupas e a moda dos ano 50

Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3
Na década de 50 com uma variedade de modelos e cores de vestidos, saias godês e balonês que ajustavam ainda mais a cintura bem como a valorização do busto, as mulheres retornaram à feminilidade.Via Na Moda Bregora
Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3Moda e Cidadania – Anos 30 aos 50: do direito ao voto à silhueta sedutora / Parte 3 3
Via Cravo e Canela

Fashion of the 50s

“As regras morais nas primeiras décadas do século XX eram ditadas, entre outras instituições conservadoras, pela Igreja Católica, que impunha seus preceitos nas escolas e púlpitos, pregando casamento indissolúvel…” (Moraes, p.500)

O primeiro Código Civil da República, de 1916, concedia às mulheres um lugar subordinado ao homem na organização familiar. Após o casamento, as mulheres eram desprovidas de sua capacidade civil plena, cabia ao marido a autorização para que ela trabalhasse e realizasse transações financeiras, assim como, para fixar residência.

Por Simone Cruz

Simone Cruz é historiadora e docente na área de moda (História da Arte / História da Moda e Produção de Moda) .
Desenvolve análises sobre a moda em diferentes âmbitos como: sociológico, histórico e literário.
E-mail: simonecruz10@hotmail.com

Leia também

Imagem de abertura via Muy de Moda

Publicação: 18 de maio de 2011

AUTOR

Simone é graduada em História e cursou MBA em Produção de Moda. É docente na área de história da moda e consultora em produção de moda, imagem e estilo.

Veja também...

O Fashion Bubbles possui cerca de 10 mil artigos, aqui as matérias geralmente aparecem aleatoriamente, aproveite para relembrar o que foi moda em outros anos, conhecer outros artigos ou ver a evolução do próprio site que começou em 2006 como um Blog.

COMENTÁRIOS

Leia o post anterior:
dia-dos-namorados-6-450x298
Mais vitrines para o Dia dos Namorados

Veja também:  Vitrines e idéias de decoração para o Dia dos Namorados No Brasil comemoramos o dia dos namorados em...

Fechar