O que é uma massagem de drenagem linfática, como ela atua no sistema linfático

A massagem de drenagem linfática é um tipo de massagem que pode ser inserida entre tratamentos médicos e tratamentos de beleza.

- Continue depois da Publicidade -

A massagem de drenagem linfática é um tipo de massagem que pode ser inserida entre tratamentos médicos e tratamentos de beleza.

A massagem de drenagem linfática é uma técnica que se difundiu por volta dos anos 1930 e chega aos dias de hoje aperfeiçoada pelos modernos saberes médicos, graças aos estudos do biólogo dinamarquês Emil Vodder.

Vamos ver como é realizado um ciclo dessas massagens e quais seus benefícios.

 

 

Massagem de drenagem linfática: o que é?

 

 

 

 

- Continue depois da Publicidade -

A massagem de drenagem linfática é um conjunto de massagens cujo objetivo é remover a estagnação dos fluidos linfáticos por meio de pressões e manipulações realizadas no corpo.

Para garantir eficácia e segurança, esta massagem deve ser realizada por um massagista profissional que conheça bem as técnicas de manipulação e que acima de tudo tenha um conhecimento real do sistema linfático e das áreas sobre as quais atuar para favorecer a drenagem de fluidos.

 

 

- Continue depois da Publicidade -

  • Veja também: Kombucha – Descubra os benefícios da bebida probiótica natural

 

 

Como funciona?

 

 

 

 

- Continue depois da Publicidade -

Uma massagem de drenagem linfática deve causar a drenagem dos fluidos linfáticos acumulados em algumas partes do corpo.

Assim, a linfa é um líquido que, como o sangue, circula pelo corpo e, por meio de um sistema composto de vasos linfáticos e linfonodos, elimina os resíduos decorrentes de processos metabólicos e químicos.

No entanto, a linfa nem sempre flui corretamente: sua circulação é de fato devido às contrações musculares e por isso a massagem de drenagem linfática pode reativar o fluxo correto.

Assim, quando a linfa flui adequadamente por todo o corpo, isso leva ao bem-estar, equilíbrio e beleza.

 

 

Massagem de drenagem linfática: benefícios 

 

 

 

 

A drenagem linfática, como a palavra diz, é usada para drenar estagnações linfáticas. Mas se feita corretamente, os resultados serão então visíveis. Sendo assim, em particular, a massagem é capaz de:

  • Neutralizar o inchaço  ou edema que são sintomas de má circulação linfática;
  • Trazer benefícios a nível muscular e mental graças a uma ação relaxante geral;
  • Reduzir manchas como retenção de água e celulite.

Assim, a massagem encontrou hoje aplicação tanto no campo médico como na medicina estética. 

Mas vale lembrar que a massagem de drenagem linfática atinge o sistema vascular linfático, atua sobre os gânglios linfáticos e tem ação tonificante.

 

 

 

 

Benefícios no pós operatório

 

 

 

 

 

Na área médica, a drenagem linfática é recomendada para a reativação da circulação linfática e, portanto, no tratamento médico do linfedema.

É particularmente eficaz no tratamento do edema pós-operatório, como coadjuvante no tratamento da insuficiência venosa.

 

 

Benefícios da drenagem linfática para a pele

 

 

 

 

Na medicina estética, essa massagem encontrou ampla utilização, pois pode neutralizar a estagnação dos líquidos.

Você também pode gostar!

A manipulação é recomendada para pacientes que acabaram de realizar cirurgias estéticas, como lipoaspiração.

Mas no campo estético é recomendado como auxiliar na redução de imperfeições da pele como a celulite ou como tratamento relaxante e regenerador de tecidos.

  • Confira também: Bicicletas: os benefícios de incorporar esse estilo de vida

 

 

Benefícios da drenagem linfática contra a celulite

 

 

 

 

Antes de tudo, a celulite é uma mancha muito comum entre as mulheres, trata-se de um aumento de volume das células adiposas, nomeadamente de uma acumulação de gordura em zonas circunscritas do corpo como coxas e nádegas.

Sendo assim, comer alimentos saudáveis, beber muita água, não fumar, não beber álcool e não levar uma vida sedentária são dicas práticas para combater imperfeições como a retenção de água.

Além disso, a drenagem linfática pode ser um auxílio válido e eficaz.

 

  • Depois veja também: O que é Ayurveda? Tudo sobre o sistema de saúde mais antigo do mundo.

 

 

Benefícios da drenagem linfática na gravidez

 

Durante a gestação, a massagem de drenagem linfática é recomendada, pois pode diminuir a formação de retenção de líquido.

Sendo assim, reduz a formação de edema e a estagnação de líquidos causados ​​pelas alterações hormonais, que muitas vezes afetam o corpo feminino na gestação.

Atenção: a massagem deve ser realizada a partir do terceiro mês de gravidez e pode ser dividida entre as diferentes partes do corpo, sempre observando o máximo cuidado no tratamento de uma gestante.

 

 

Como é realizado o tratamento e quanto tempo dura 

 

 

 

 

A massagem de drenagem linfática é uma prática que exige tempo e tranquilidade: a massagem consiste numa série de movimentos lentos e repetitivos, que determinam a eficácia do tratamento.

Primeiramente, a massagem começa na base do pescoço e depois se concentra nas áreas mais sujeitas à retenção de líquidos e à formação de edema.

Mas Atenção: esta massagem não requer a utilização de óleos essenciais ou de massagens e outras substâncias gordurosas, não devendo adicionar produtos cosméticos. É praticado com as mãos perfeitamente limpas.

Antes de realizar o tratamento, o operador especialista pedirá ao cliente uma anamnese: é importante conhecer primeiro o estado de saúde para garantir que não haja patologias, lesões, problemas de origem neurológica e osteoarticular e distúrbios cardíacos.

 

 

  • Aproveite e siga-nos no Google News para poder acompanhar o melhor da Moda, Beleza, Decoração, Famosos, BBB 21 e muito mais  direto em seu smartphone. Para seguir É só clicar aqui, depois na estrelinha 🌟 lá no News.

 

 

Drenagem linfática: contraindicações

 

 

 

A massagem de drenagem linfática é bastante segura, mas deve ser feita com segurança.

Portanto, é bom pedir conselho ao seu médico primeiro. O tratamento não é recomendado em casos de:

  • Pressão alta ou baixa;
  • Edema devido a problemas cardiocirculatórios ou renais;
  • Formas de inflamação aguda;
  • Doença cardíaca;
  • Pacientes com câncer.

Deve-se ter atenção também à àqueles que:

  • Sofrem de asma;
  • Tem queimaduras ou infecções na área a ser tratada;
  • Mulher que está menstruada.

- Continue depois da Publicidade -

você pode gostar também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Tudo bem Mais detalhes